Projeto social de Niterói doa óculos para crianças estudarem

Priscilla Aguiar Litwak
·2 minuto de leitura

NITERÓI — Embora considerada inteligente, Giovana Vitória de Oliveira, de 8 anos, tinha um desempenho aquém do esperado na escola, em Jurujuba. Não conseguia acompanhar os colegas e, aos 7 anos, não sabia ler nem escrever. A causa da dificuldade na alfabetização nada tinha a ver com falta de atenção ou transtorno de aprendizado, como muitos sugeriram, conta a mãe da menina, Aline da Silva. Era um grave problema visual que não permitia que Giovana conhecesse as letras.

O caso dela é mais comum do que parece, e foi solucionado após Giovana participar do projeto Óculos Social Infantil. Desde 2018, a ONG realiza mutirões para oferecer gratuitamente exames de vista, armação e lentes a crianças de famílias de Niterói que não podem arcar com esses custos. Este ano, o evento será no dia 20, no Horto do Fonseca. As inscrições estão abertas e devem ser feitas pelo telefone 97303-1115. É preciso estar matriculado em uma escola.

Embora tenha participado em 2020, Giovana garantiu outra vaga para ajustar o grau.

— As notas dela eram muito baixas, e resolvi colocá-la em um reforço escolar da igreja. Foi lá que conheci o Óculos Social. Descobrimos que por ter sido diagnosticada com um tumor renal aos 8 meses e desde então tomar muitos remédios, ela teve a visão muito afetada e quase não enxerga sem óculos. Essa ONG mudou a nossa vida — detalha Aline, emocionada.

Dona de uma pequena ótica na cidade, Fernanda Rangel, idealizadora do projeto, conta que se inspirou em casos como esse para criar a instituição.

— Havia muita gente querendo comprar óculos sem condições sequer para fazer exame de vista — lembra.

Ela relata que, na pandemia, perdeu um dos principais parceiros do projeto, que ajudava fornecendo lentes. Por isso, lançou uma vaquinha on-line (vaka.me/1650921). E, mesmo com dificuldades, aumentou de 20 para 40 a meta de crianças assistidas.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)