Promoção da vassoura lota Burger King em Salvador e restaurante é interditado

Marcus Couto
·2 minuto de leitura
Promoção do BK gerou aglomeração. (Foto: AP Photo/Gene J. Puskar, File)
Promoção do BK gerou aglomeração. (Foto: AP Photo/Gene J. Puskar, File)

Uma promoção do Burger King do Dia das Bruxas, que incentivava pessoas a ir ao restaurante montadas em vassouras para ganhar lanches grátis, gerou caos em uma unidade de Salvador. As informações são do portal UOL.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A aglomeração foi tamanha que o restaurante foi interditado, por promover aglomeração em meio à pandemia do novo coronavírus. A promoção era uma comemoração do Halloween, e oferecia um Whopper gratuito para quem fosse no drive-thru “montado” numa vassoura.

Leia também:

Apesar de a rede ter salientado a importância do uso da máscara, e do respeito do distanciamento social, não foi suficiente para conter a massa de pessoas. Segundo o BK, o restaurante atingiu sua lotação máxima, e depois acatou a decisão de interdição.

Leia a nota do BK:

"A procura dos clientes pelo Halloween do BURGER KING fez com que a unidade do Parque Bela Vista em Salvador viesse a lotação de sua capacidade. Com as medidas de saúde e segurança, nossos colaboradores são orientados para reforçar a necessidade do distanciamento social e uso de máscara, a fim de manter a segurança de todos os consumidores presentes. No entanto, em razão de uma orientação advinda dos órgãos responsáveis, a ação foi encerrada para garantir o bem-estar de todos. O BURGER KING respeita e compreende a posição da entidade e, portanto, acatou prontamente a decisão estabelecida. A companhia reforça, ainda, que segue à risca todos os protocolos de saúde, higiene e segurança recomendados pela Organização Mundial da Saúde.”

Ao UOL, o secretário de desenvolvimento e urbanismo de Salvador, Sérgio Guanabara, classificou a promoção como “irresponsável”:

"Infelizmente foi um ato irresponsável e inaceitável por parte desse estabelecimento e tivemos que agir com o poder de polícia e em conformidade com o decreto. O fato principal é o ato promocional do evento, que possibilitou esse tipo de fila, sem qualquer tipo de preocupação em relação às pessoas.”

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube