Funcionários americanos forçam fechadura da casa de cônsul russo em Seattle

Portland (EUA), 25 abr (EFE).- Funcionários do Departamento de Estado dos Estados Unidos forçaram as fechaduras para entrar nesta quarta-feira na casa do cônsul da Rússia em Seattle, no estado de Washington, um dia depois de o pessoal russo ter deixado a residência.

Funcionários federais forçaram sua entrada na casa "para assegurar e proteger as instalações, e para confirmar que o pessoal do governo russo tinha desocupado as mesmas", declarou um funcionário do Departamento de Estado à imprensa americana.

A ação é consequência da ordem do mês passado do presidente Donald Trump, quando, em resposta ao assassinato com um agente químico do ex-espião Sergei Skrypal, determinou a expulsão de 60 funcionários russos e o fechamento do consulado nesta cidade do noroeste dos EUA.

Em sua conta do Twitter, a embaixada russa nos EUA tomou nota do fato e publicou fotos e vídeos do que parecem ser funcionários federais em frente à residência de mais de 1.100 metros quadrados.

O escritório do consulado russo no centro de Seattle fechou no início deste mês e os funcionários que trabalharam ali partiram rumo a Washington, segundo representantes diplomáticos desta missão.

"Sentimos muito este fato tanto pelos cidadãos americanos como pelos russos residentes que ficam aqui sem assistência consular", lamentou à imprensa Nikolay Pukalov, chefe da divisão consular da embaixada da Rússia. EFE