Promotor de eventos da Mocidade Independente é assassinado em suposta tentativa de assalto; Polícia Civil investiga caso

RIO — Uma suposta tentativa de assalto culminou na morte de Carlos Henrique Silva, na noite desse domingo, em Padre Miguel, na Zona Oeste do Rio. A vítima foi morta com pelo menos três tiros quando passava pela Praça Guilherme da Silveira, na Rua Caridade, no Ponto Chic. Segundo testemunhas, homens armados tentaram rouba-lo. Carlos teria reagido e foi alvejado. O crime aconteceu pouco antes de um dos ensaios de rua da Mocidade Independente de Padre Miguel. Por conta disso, o evento foi cancelado. Segundo a escola, o Carlos era responsável por promover eventos na quadra da instituição

A Polícia Civil vai investigar a motivação do crime e se a vítima tinha ligação com a milícia ou o tráfico de drogas e quais as circunstâncias da morte. No final da noite desse domingo, a Mocidade de Padre Miguel enviou uma nota solidarizando com a família de Carlos e informando que Carlos fazia eventos na quadra da escola. No entanto, torcedores da Mocidade, nas redes sociais, disseram que a vítima era um dos responsáveis pela chefia da segurança da escola.

Segundo a Polícia Militar, uma equipe do 14º BPM (Bangu) foi acionada para uma ocorrência na região de Padre Miguel. No local os agentes encontraram uma vítima em óbito. A área foi isolada e a perícia da Polícia Civil realizada. A PM só não informou a hora que foi acionada para atender o crime. Confira a nota na íntegra da Mocidade Independente de Padre Miguel sobre o assassinato de Carlos Henrique.

"A Mocidade Independente de Padre Miguel lamenta profundamente o episódio que culminou no falecimento do promoter Carlos Henrique, responsável por promover diversos eventos na quadra da agremiação. Mais uma vítima da violência que atinge a todos os cariocas, baleado ao reagir a um assalto. Externamos nossa gratidão, e dedicamos condolências aos familiares e amigos."