Promotor Luciano Mattos é escolhido por Castro para comando do MP-RJ

·2 minuto de leitura
Foto: Reprodução

O governador em exercício Cláudio Castro manteve a tradição de escolher o primeiro colocado da lista tríplice para ser o novo procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Rio de Janeiro. Assim, conforme divulgou a coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, o promotor Luciano Mattos vai assumir o comando do MP.

Com a escolha, o bolsonarista Marcelo Monteiro, que é ligado a família Bolsonaro e ficou em quarto lugar na eleição ocorrida no mês passado, perdeu a chance de estar à frente do órgão que, dentre suas funções, se debruçará sobre o caso das rachadinhas em que o senador Flavio Bolsonaro (Republicanos) está sendo investigado. Marcelo tinha sido o único que não assinou um manifesto em que se comprometeria a não assumir o cargo caso não fosse o mais votado no colégio eleitoral.

Niteroiense, Luciano, que recebeu 546 votos (31,92% do total), faz parte do MP do Rio desde 1995 e estava lotado na promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Meio Ambiente do Núcleo Niterói. O novo procurador-geral tomará posse em sessão solene do Órgão Especial do Colégio de Procuradores de Justiça, prevista para acontecer no próximo dia 15, e exercerá o mandato de dois anos.

No total, votaram 904 promotores e procuradores de Justiça, entre os 907 membros ativos habilitados a participar da eleição, que puderam escolher até três concorrentes ao cargo. Foram computados 1.714 votos apurados, sendo 1.710 válidos, com 2 nulos e 2 votos em branco registrados. Os votos foram realizados de forma presencial, por meio de computadores instalados na Sala de Sessões dos Órgãos Colegiados, ou através de computadores interligados à rede de dados do MP-RJ, sendo computados através do Sistema Eletrônico de Votação (SEV). A idoneidade do sistema é garantida pela auditagem externa da PUC-Rio.