Promotoria instaura procedimento criminal contra deputado Douglas Garcia por ataques contra Vera Magalhães

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Ministério Público de São Paulo instaurou procedimento criminal contra o deputado estadual Douglas Garcia (Republicanos) devido ao ataque realizado por ele contra a jornalista Vera Magalhães.

Candidato a deputado federal nestas eleições, Douglas fez parte da comitiva do ex-ministro e candidato Tarcísio de Freitas (Republicanos) no debate para o governo do estado de São Paulo realizado por Folha de S.Paulo, UOL e TV Cultura.

Ele se sentou ao lado da jornalista e, gravando com um celular, perguntou se ela recebeu dinheiro para falar mal do governo Jair Bolsonaro (PL). Repetindo um ataque feito pelo presidente durante debate entre candidatos ao Planalto no mês passado, disse que ela é "uma vergonha para o jornalismo".

Vera ficou abalada, foi escoltada por seguranças na saída e disse que registrará boletim de ocorrência. "Terei de sair escoltada do Memorial da América Latina por seguranças porque fui agredida pelo deputado Douglas Garcia", escreveu ela em rede social.

A decisão de instaurar o procedimento foi do procurador-geral de Justiça Mario Sarubbo.