Proposta de Consórcio de Brasília pelo Maracanã, mesmo após edital ser suspenso, é visto com alívio pelo governo do Rio

A manifestação do interesse do Consórcio Arena BRB/Metrópoles, de Brasília, em participar do edital de licitação do Maracanã, mesmo após ele ter sido suspendo a pedido do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, foi visto como um alívio pelo governo do estado.

De acordo com um secretário da Casa Civil, Nicola Miccione, o interesse mostra segurança no processo.

— Anunciar o interesse depois da suspensão mostra segurança no projeto e confiança no potencial. Estou seguro da correção do processo — disse ao Panorama Esportivo.

O edital foi suspenso pelo governo do estado a pedido da área técnica do TCE/RJ ter encontrado mais de 200 inconsistências no documento.

Além do grupo de Brasília, o Consórcio Maracanã, formado por Flamengo e Fluminense, e a 777 Partners (sócia majoritária da SAF do Vasco) em conjunto com a WTorre também têm interesse na administração do estádio.