‘Prostitutas': vereadora é acusada de xingar professoras que pediam aumento

Vereadora teria chamado de
Vereadora teria chamado de "prostitutas" as professoras (Foto: Usiel Cabral/Divulgação/Câmara Municipal de Santa Terezinha)
  • Vereadora teria chamado professoras de "prostitutas e analfabetas" por pedirem aumento salarial

  • Declaração foi gravada em áudio, publicada nas redes sociais e viralizou na cidade

  • Órgãos municipais divulgaram nota repudiando o comportamento da parlamentar

Uma vereadora de Santa Terezinha de Goiás é suspeita de ofender professoras da cidade. Maria Aparecida da Silva (PDT) teria chamado de “prostitutas” e “analfabetas” as funcionárias que pediram aumento salarial.

A declaração foi flagrada em áudio divulgado nas redes sociais, que viralizou na cidade. Maria Aparecida cita um projeto de 10% de aumento aos professores da rede municipal que foi proposta pelo município e aprovado pela câmara.

Segundo o G1, porém, os profissionais, porém, cobram 33% de reajuste, como concedido pelo governo federal para o piso nacional do magistério.

“Se essas prostitutas, analfabetas da educação falarem de mim, você se lembra daquele projeto há cinco anos que o Marcos mandou dando só 2% e eu mesma peguei o projeto e levei, e você falou: ‘Tita, você tem muita coragem coragem!’. Levei e ele chegou a 13%. Hoje, foi o inverso, elas dizem que eu estou contra elas, mas não, toda vida eu estive do lado, protegendo”, declarou a vereadora.

Posicionamentos de órgãos

Em nota, a Câmara Municipal de Santa Terezinha afirmou que não compactua com as palavras da parlamentar e prometeu investigar o caso.

O sindicato dos servidores públicos da cidade também divulgou comunicado repudiando as declarações de Maria Aparecida.

“Os profissionais estão trabalhando, se profissionalizando, se reinventando, usando os próprios recursos tecnológicos para garantir a qualidade dos serviços prestados.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos