Protagonistas de “Pluft” não gravaram juntos: “Contracenar com o nada foi o maior desafio”

Nicolas Cruz e Lola Belli em
Nicolas Cruz e Lola Belli em "Pluft, o Fantasminha". Foto: Divulgação/Downtown Filmes

Resumo da notícia:

  • Atores mirins de "Pluft, o Fantasminha" não chegaram a contracenar

  • Em entrevista ao Yahoo, Lola Belli contou que gravou com um X na parede como se fosse Nicolas Cruz

  • Filme foi gravado quando ela tinha apenas 9 anos e hoje ela está com 15 anos de idade

O primeiro filme live-action infantil em 3D do Brasil chega aos cinemas na próxima quinta-feira (21) alguns anos depois de ser gravado, o que resulta na protagonista Lola Belli estar muito diferente de quando ainda era uma atriz mirim em sua estreia na carreira.

Em entrevista ao Yahoo, a atriz falou sobre a sensação de se ver nas telonas em "Pluft, o Fantasminha" tanto tempo depois de ter feito o longa e revelou que chegou a contracenar com o "nada" em cenas da pequena Maribel com o personagem Pluft, vivido por Nicolas Cruz.

“Quando eu fiz o filme eu tinha 9 anos e hoje eu estou com 15. Então, é um olhar totalmente diferente que eu vou ter desse resultado, mas, com certeza, é emocionante como se eu tivesse 9 anos ainda, a mesma inocência de ver esse projeto. Está muito bonito e ver esse resultado depois de tanto tempo esperando é muito gratificante”, refletiu ela.

Sobre o que foi mais desafiador ao fazer parte da produção, Lola contou que não gravou nenhuma cena junto com Nicolas. “A questão de eu nunca ter contracenado com o Pluft, nunca tinha visto o Nicolas antes das pré-estreias e tudo mais. Então, foi um grande desafio para mim, foi meu primeiro trabalho, minha primeira experiência com atuação. Era tudo muito novo", afirmou.

Contracenar com o nada foi o maior desafio"Lola Belli

Lola explicou que gravava com um X na parede como se fosse o fantasma da trama. "A Rosana [diretora] me falava: ‘Esse aqui é o Pluft’ e foi isso. Mas claro que eu tive muita preparação com o stand in [substituto] do Pluft que era o Kleber Salgado, o stand in [substituto] da Mãe Fantasma, que era Laura Prado, que super me ajudaram e foram essenciais para formar essa Maribel", disse.

A atriz ainda exaltou a parceria com Juliano Cazarré, que vive o vilão Perna de Pau, um pirata que sequestra sua personagem. "Não posso deixar de falar que foi um desafio, mas que passei com muita leveza, alegria, porque eu brincava de ser a Maribel, era uma grande diversão. E contracenar com o Juliano, mesmo tendo medo por ser o Perna de Pau, era tudo muito alegre”, concluiu.

"Pluft, o Fantasminha"

O primeiro filme infantil live-action 3D do Brasil chega aos cinemas na próxima quinta-feira (21) com nomes como Juliano Cazarré, Arthur Aguiar e Fabiula Nascimento no elenco.

Dirigido por Rosane Svartman, o longa é uma adaptação da peça de teatro de Maria Clara Machado. Na trama, Arthur Aguiar, Lucas Salles e Hugo Germano formam o trio de aventureiros para ajudar Maribel, vivida por Lola Belli, após ser sequestrada pelo pirata Perna-de-Pau, interpretado por Juliano Cazarré.

Durante a missão, os marinheiros acabam conhecendo o fantasminha Pluft, vivido por Nicolas Cruz, que morre de medo de gente, além de Mãe Fantasma, interpretada por Fabíula Nascimento, e sua família. Confira o trailer:

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos