Protesto dos Bucks contra violência policial gera cancelamento de rodada da NBA

Matheus Ribeiro
·3 minuto de leitura
LAKE BUENA VISTA, FLORIDA - AUGUST 26: Officials stand beside an empty court after the scheduled start of game five between the Milwaukee Bucks and the Orlando Magic in the first round of the 2020 NBA Playoffs at AdventHealth Arena at ESPN Wide World Of Sports Complex on August 26, 2020 in Lake Buena Vista, Florida. According to reports, the Milwaukee Bucks have boycotted their game 5 playoff game against the Orlando Magic to protest the shooting of Jacob Blake by Kenosha, Wisconsin police. NOTE TO USER: User expressly acknowledges and agrees that, by downloading and or using this photograph, User is consenting to the terms and conditions of the Getty Images License Agreement. (Photo by Ashley Landis-Pool/Getty Images)
LAKE BUENA VISTA, FLORIDA - AUGUST 26: Officials stand beside an empty court after the scheduled start of game five between the Milwaukee Bucks and the Orlando Magic in the first round of the 2020 NBA Playoffs at AdventHealth Arena at ESPN Wide World Of Sports Complex on August 26, 2020 in Lake Buena Vista, Florida. According to reports, the Milwaukee Bucks have boycotted their game 5 playoff game against the Orlando Magic to protest the shooting of Jacob Blake by Kenosha, Wisconsin police. NOTE TO USER: User expressly acknowledges and agrees that, by downloading and or using this photograph, User is consenting to the terms and conditions of the Getty Images License Agreement. (Photo by Ashley Landis-Pool/Getty Images)

O Milwaukee Bucks fez história nesta quarta (26) ao decidir que não entraria em quadra para o jogo contra o Orlando Magic, válido pela primeira rodada dos playoffs da NBA, para protestar contra os problemas sociais dos Estados Unidos após Jacob Blake ser baleado oito vezes pela polícia no domingo (23), em Kenosha, no Wisconsin, estado que os Bucks representam.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

A decisão dos Bucks gerou um efeito corrente na liga. Os outros jogos que aconteceriam nesta quinta também foram cancelados, de acordo com Chris Haynes, do Yahoo Sports. O Houston Rockets enfrentaria o Oklahoma City Thunder, enquanto o Los Angeles Lakers mediria forças com o Portland Trail Blazers. No fim, a NBA decidiu adiar todas as partidas.

“Algumas coisas são maiores que o basquete. A decisão tomada pelos jogadores e pela organização mostra que estamos cansados. Chega. Precisamos de mudanças. Estou extremamente orgulhoso de nossos jogadores e apoiamos eles, prontos para ajudar em mudanças reais”, afirmou o vice-presidente dos Bucks, Alex Lasry.

Entre os times da NBA, os Bucks são os que mais foram afetados diretamente pelos problemas contra os quais lutam. Um dos jogadores atuais da equipe, Sterling Brown, sofreu violência policial em Milwaukee apenas por ter seu carro estacionado de forma incorreta, enquanto uma loja de joalheria chamou a polícia para o ex-jogador da franquia John Henson apenas porque ele era negro.

Entre as ligas americanas masculinas, a NBA é a que mais tem lutado contra os problemas de injustiças sociais e racismo sistêmico nos Estados Unidos. Vários dos principais atletas da liga foram vistos liderando protestos após as mortes de George Floyd e Breanna Taylor. Durante os playoffs na bolha, os jogadores têm se ajoelhado durante os hinos nacionais e vários dos atletas têm exibido mensagens em suas camisas junto com seus nomes.

Além do cancelamentos dos jogos, os atletas marcaram uma reunião para a noite desta quinta para decidir os próximos passos que serão tomados. Não seria improvável que os jogadores façam uma greve, até porque as principais lideranças são extremamente engajadas no assunto.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube