Protesto dos veteranos de guerra no Kosovo

Pelo menos três pessoas ficaram feridas, esta segunda-feira, em Pristina, a capital do Kosovo, durante confrontos entre as forças de segurança e centenas de veteranos de guerra.

Os antigos militares exigiam um aumento significativo das pensões.

Os confrontos ocorreram em frente ao Parlamento quando a polícia impediu a entrada no edifício de centenas de membros da Organização dos Veteranos de Guerra do Exército de Libertação do Kosovo, um grupo paramilitar de elementos de etnia albanesa kosovar.

No interior, os deputados discutiam um projeto de lei para aumentar a pensão mínima de 170 euros para os 250 euros por mês.

Mais de 30.000 veteranos de guerra recebem 170 euros por mês, mas não estão incluídos no projeto de lei.

A discussão sobre o projeto de lei foi adiada por falta de quórum.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos