Protestos em defesa da Amazônia acontecem na Europa e na Ásia

MATHEUS MOREIRA
***ARQUIVO***ANAPU, PA, 26.01.2011: Toras de madeira extraídas de propriedade rural em área da Amazônia Legal, em Anapu (PA). Após seis anos da morte de Dorothy Stang, embate entre madeireiros e assentados continua. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com o aumento das queimadas na Amazônia brasileira, cidadãos de ao menos dez cidades -nove na Europa e uma na Ásia-, fizeram manifestações nesta sexta (23) em defesa da maior floresta tropical do planeta.

Os atos foram registrados em Londres (Reino Unido), Paris (França), Madri (Espanha), Dublin (Irlanda), Barcelona (Espanha), Lisboa (Portugal), Berlim (Alemanha), Genebra (Suíça), Nápoles (Itália), Amsterdã (Holanda).

Munidos com cartazes, os manifestantes se reuniram em frente aos consulados brasileiros de seus países e exigiram que o governo de Jair bolsonaro (PSL) proteja a Amazônia.

Em Londres, vídeos que circularam pelas redes sociais mostram os manifestantes pedindo a renúncia do presidente com gritos de “Bolsonaro precisa sair”.

Em Mumbai, na Índia, um pequeno grupo de manifestantes também protestou na frente do Consulado-Geral do Brasil.