Provável rival de Nunes, Tabata propõe projeto mais rigoroso que o do prefeito contra dejetos

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 23.10.2022 - A deputada federal Tabata Amaral (PSB). (Foto: Greg Salibian/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 23.10.2022 - A deputada federal Tabata Amaral (PSB). (Foto: Greg Salibian/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Provável adversária de Ricardo Nunes (MDB) na disputa pela Prefeitura de São Paulo em 2024, a deputada federal Tabata Amaral (PSB) sugeriu ao vereador Daniel Annenberg (PSB) que protocolasse um projeto de lei na Câmara Municipal de São Paulo com punições rigorosas a pessoas físicas ou jurídicas que descartem dejetos de forma irregular em São Paulo.

A iniciativa ocorreu após a revelação feita pela coluna Painel, da Folha de S.Paulo, de que Nunes pretende aumentar as multas relacionadas a esse tipo de infração. O alvo preferencial são as empresas que descartam restos de construção, principalmente cimento, e acabam obstruindo bocas-de-lobo e bueiros.

"Não basta só aumentar o valor da multa, é necessário também punir quem reincide com multa maior e até suspensão de obras, quando falamos de construtoras que despejam de maneira irregular. Espero que Ricardo Nunes apoie a nossa proposta", diz a deputada, que também sugere que o cálculo das multas leve em conta os faturamentos das empresas.

"Nosso projeto foca numa questão mais macro, que é a reincidência. Não basta apenas multar. Tem que garantir que doa no bolso de quem descarta dejetos de forma irregular, de forma a coibir que faça novamente", afirma Annenberg.