Prova de vida do INSS recomeça amanhã. Fiquem ligados!

·1 minuto de leitura

Nesta terça-feira, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai retomar a prova de vida anual, suspensa desde o ano passado por conta da pandemia de coronavírus. Aposentados, pensionistas e titulares de auxílios de todo país terão que provar que estão vivos para continuar a receber o benefício. Os segurados que deixaram de fazer a comprovação de vida antes de março de 2020 estão na mira: eles serão os primeiros a ter o benefício bloqueado se não regularizarem o cadastro. Os segurados que foram chamados para fazer a comprovação digital por reconhecimento facial (biometria) e não compareceram também terão o pagamento suspenso. O prazo acabou hoje.

Em conversa com a reportagem, o presidente do INSS, Leonardo Rolim fez um alerta:

– O INSS não telefona para os segurados pedindo foto da face pelo celular e muito menos dados pessoais, como identidade, CPF, número de benefício. Recebemos denúncias de que criminosos estão entrando em contato com aposentados e pensionistas à pretexto da prova de vida por biometria facial para tentar obter essas informações.

Mas nada de correria aos postos do INSS: a prova de vida pode ser feita no banco onde recebe o pagamento. Somente em último caso é preciso ir à uma Agência da Previdência Social (APS).

Em todo país 11 milhões de pessoas terão que fazer a prova de vida. De acordo com o INSS, nos primeiros meses de 2021, embora o procedimento ainda não fosse obrigatório porque estava suspenso desde março do ano passado, 10,5 milhões de pessoas fizeram o recadastramento. Ao longo de 2020, foram outros 13,4 milhões. Falta um terço desse total a realizar o recadastramento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos