PSDB deve ratificar apoio a Simone Tebet e coligação com MDB

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Senadora Simonte Tebet em Brasília
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - O PSDB deve ratificar, em reunião de sua Executiva Nacional na quinta-feira, a decisão de se coligar com o MDB e apoiar a pré-candidatura ao Planalto da senadora Simone Tebet (MDB-MS), informou a legenda nesta quarta-feira.

"Nesse importante momento da história do país será encaminhado, nessa quinta-feira, na Executiva Nacional do PSDB, a proposta de coligação com o MDB para eleição de presidente de República com o nome da senadora Simone Tebet", disse o PSDB em publicação no Twitter.

Tebet afirmou, também no Twitter, que o PSDB dá mais um passo "em direção à união do centro democrático", e disse que o partido, junto com MDB e Cidadania, caminha "para um momento histórico a favor da reconstrução do Brasil".

A adesão do PSDB à pré-candidatura da senadora contará com a participação do senador tucano Tasso Jereissati (CE) na chapa de Tebet como pré-candidato a vice, de acordo com uma fonte que acompanhou de perto as conversas.

Em entrevista à CNN Brasil, o presidente do PSDB, Bruno Araújo, afirmou que "a expectativa amanhã é que primeiro possamos confirmar" a coligação.

Questionado sobre a escolha de Tasso para vice, ele afirmou que o senador "aglutina" e é um "dos mais respeitados", mas acrescentou que o nome será anunciado "no momento oportuno".

A pré-candidatura de Tebet conta com o apoio declarado da maioria da Executiva Nacional do MDB, ainda que lideranças de peso da legenda não tenham se manifestado, e também recebeu o endosso oficial do Cidadania.

MDB, PSDB e Cidadania formaram um grupo para definir um único nome a ser colocado como alternativa --a chamada terceira via-- aos líderes nas pesquisas: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Inicialmente o grupo contava também com o União Brasil, mas o partido decidiu lançar candidatura própria no decorrer das discussões e anunciou o nome do deputado Luciano Bivar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos