PSDB marca reunião para fazer Doria desistir da pré-candidatura

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
João Doria é o pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB. (Foto: REUTERS/Carla Carniel)
João Doria é o pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB. (Foto: REUTERS/Carla Carniel)

O pré-candidato à presidência João Doria vai se reunir com a cúpula nacional do PSDB nesta segunda-feira (23). A reunião deve ocorrer em São Paulo e tem como objetivo fazer com o ex-governador de São Paulo desista de disputar a vaga para o Palácio do Planalto em outubro.

Doria foi o candidato eleito nas prévias do PSDB ocorridas em novembro de 2021. Entretanto, ele vem sofrendo resistências dentro do partido. À interlocutores, o tucano tem dito que vai resistir aos pedidos de desistência do partido. Ele defende que a decisão do partido sobre a candidatura ocorra somente em julho, mês das convenções partidárias.

A esperança do pré-candidato recai sobre o resultado de uma pesquisa encomendada pelo partido. O bloco partidário alega entretanto que ainda não tem os dados finais do resultado porque o levantamento não foi registrado na Justiça Eleitoral. Entretanto, segundo dirigentes nacionais do PSDB, MDB e Cidadania, a pesquisa teria mostrado um panorama mais favorável à senadora Simone Tebet (MDB-MS).

A chamada terceira via tem predileção por Tebet e espera que Doria aceite ser seu vice em uma possível chapa. O tucano, no entanto, ainda não deu mostras de que aceitaria.

Reunião

Para o encontro de amanhã (23), Doria deve apresentar os dados do último levantamento feito pela XP/Ipespe, que foi divulgado na sexta-feira (20). Na pesquisa, o tucano aparece com 4% das intenções de voto, enquanto Simone pontuou 2%.

Por outro lado, o pré-candidato enfrenta mais rejeição do que a emedebista, 53% contra 37%. Como argumento, aliados defendem que Doria é mais conhecido pelo eleitorado e que portanto têm mais chances de crescer nas próximas pesquisas eleitorais.

O percentual de pessoas que dizem que poderiam votar em Doria é de 33% enquanto Simone é opção para somente 14%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos