PSDB quer Tasso Jereissati como vice de Simone Tebet

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Tasso Jereissati é nome de consenso do PSDB para ser vice de Simone Tebet (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Tasso Jereissati é nome de consenso do PSDB para ser vice de Simone Tebet (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

Resumo da notícia

  • PSDB quer Tasso Jereissati como vice de Simone Tebet

  • Senador faz parte da ala que quer que tucanos apoiem a candidata do MDB

  • Para que acordo entre partidos seja confirmado, ainda é preciso alinhar situação nos estados

O PSDB já sabe quem quer indicar como vice na chapa de Simone Tebet (MDB): o senador Tasso Jereissati. Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, Bruno Araújo, presidente do PSDB, informou Baleia Rossi, mandatário do MDB, sobre a decisão na última quarta-feira (1º).

Segundo Araújo, Tasso é o nome de convergência entre os tucanos. Os partidos estão avançando na negociação pelo apoio dos tucanos a Simone Tebet na eleição presidencial.

O senador Tasso Jereissati é um dos que já dão como certo o apoio do PSDB a Tebet na corrida eleitoral. “Simone Tebet é a nossa candidata”, declarou o tucano ao Estadão. “Eu já tinha declarado que estava na hora de parar de ter cargos eletivos, mas não descarto nada”, disse, sobre a ideia de ser vice.

Apesar de o PSDB estar alinhado sobre o nome de Tasso para ser vice de Tebet, o acordo só deve ser selado quando tucanos e emedebistas conseguirem chegar a um acordo em relação aos palanques de três estados: Rio Grande o Sul, Pernambuco e Mato Grosso no Sul. Nestes locais, tanto PSDB quanto MDB têm candidatos que querem ser cabeça de chapa.

Além disso, o senador ainda precisa aceitar o convida para assumir o papel de vice e entrar efetivamente na campanha eleitoral. Tasso e Simone Tebet têm proximidade e são colegas no senado federal.

Apoio com condições

Nesta quarta-feira (1º), líderes de PSDB se reuniram para discutir o apoio dos tucanos à candidatura presidencial de Simone Tebet (MDB). Segundo informações da jornalista Julia Dualibi, da TV Globo, o PSDB aceitou ter a emedebista como candidata, mas com sob a condição de terem as cabeças de chapa para os governos de Rio Grande do Sul e Pernambuco.

De acordo com a jornalista, estiveram na reunião o presidente do PSDB, Bruno Araújo, e nomes fortes do partido, como os senadores Tasso Jereissati e Izalci Lucas e os deputados federais Aécio Neves e Paulo Abi-Ackel.

Quando o encontrou acabou, Bruno Araújo ligou para um representante do MDB para informar as condições. Agora, segundo Julia Dualibi, o partido de Tebet tem o prazo de uma semana para responder, até dia 8 de junho. No dia seguinte, o PSDB determina quem apoiará à presidência da República.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos