PSG tem a maior folha salarial de todos os tempos

Na última temporada, salários do PSG atingiram 727 milhões de euros.
Na última temporada, salários do PSG atingiram 727 milhões de euros. Foto: (FRANCK FIFE/AFP via Getty Images)

A última temporada tem um recorde financeiro atingido: o PSG atingiu a marca de maior folha salarial de todos os tempos, tendo contratado o argentino Lionel Messi, e outros reforços como Sergio Ramos e Hakimi, para a incessante busca do título da Liga dos Campeões da Europa. Os gastos do clube, apenas com salários foram de 727 milhões de euros, cerca de R$ 4,05 bilhões na cotação atual, de acordo com informações do Football Benchmark que foram publicadas pelo Daily Mail.

O aumento da folha salarial, ainda de acordo com a publicação britânica, foi de 45% em relação à temporada de 2020/2021. Os vencimentos de Messi teriam sido na casa dos R$ 161,8 milhões apenas na temporada 2021/2022, valor que, acrescido aos salários astronômicos de Kylian Mbappé e Neymar Jr, ajudou a bater o recorde.

Leia também:

Por conta de violações do Fair Play Financeiro da UEFA, a entidade máxima do futebol europeu multou o clube de Paris em 10,1 milhões de euros, cerca de R$ 56,8 milhões na cotação atual, no mês de setembro do último ano. Esta, porém, não foi a única perda financeira do clube francês, que registrou queda de 369 milhões de euros, R$ 2,06 bilhões, na última temporada.

O que as três maiores folhas salariais da história têm em comum? O mesmo argentino que se tornou campeão do mundo em dezembro no Catar. O Barcelona ocupa a segunda e a terceira posição do ranking com seus planteis dos anos de 2019 e 2018.

Veja o top-5 folhas salariais mais caras da história:

  1. Paris Saint-Germain (2022) - 728 milhões de euros

  2. Barcelona (2019) - 541,9 milhões de euros

  3. Barcelona (2018) - 529,1 milhões de euros

  4. Real Madrid (2022) - 519 milhões de euros

  5. Paris Saint-Germain (2021) - 503,2 milhões de euros