Psicóloga e ex-vilões do 'BBB' apontam como Nego Di pode reverter imagem negativa ao sair do jogo

Isabella Cardoso e Luana Santiago
·3 minuto de leitura

Nego Di fez história no “BBB 21”, mas não do jeito que queria. O humorista deixou o reality show e sentiu o peso da maior rejeição já vista na trajetória do programa: 98,76%. Em entrevista ao “Mais você”, na quarta-feira, mostrou-se visivelmente abalado com as consequências de suas atitudes na casa. O gaúcho tomou o posto de mais rejeitado de Patrícia Leitte, que foi eliminada com 94,26% num paredão triplo em 2018. A ex-sister brincou com a situação e até fez um vídeo passando a coroa para Nego Di.

— Acho que Karol Conká merecia muito mais que Nego Di. Queria coroá-la, mas ele não fica atrás, não. Tem que rever muito conceito de vida, de julgamento do outro. — analisa Patrícia, que foi procurada pela assessoria de Nego Di logo após sua eliminação — Ainda não sei o que eles querem tratar, mas, se eu chegar a encontrá-lo, quero falar para ele levar a rejeição na esportiva, para não sofrer tanto com isso porque vai passar. Nego Di está espantado, dá para ver que ficou em estado de choque. Acho que vai reavaliar tudo que fez, tentar se explicar para o público. É a alternativa que tem agora.

Integrante do “grupo do mal” da edição, o eliminado não hesitava em criticar os adversários e combinar jogadas. Pesou também seu rompimento com Lucas Penteado, com quem venceu as duas primeiras provas do programa. Líder na semana de estreia, o comediante vetou o então colega. Agora, longe do confinamento, o ex-BBB terá que lidar justamente com o temido cancelamento, tão discutido nesta temporada.

— Como não vivo de rede social, nunca liguei muito para o cancelamento e não me afetou em nada. Mas para quem é uma figura do meio artístico, pode ser mais complicado, porque precisa do público, do feedback. De qualquer forma, acho que as pessoas podem esquecer rápido e tudo mudar para ele — pondera Lucas Gallina, do “BBB 20”.

Logo em sua primeira entrevista, Nego Di já adotou uma postura conciliadora e autocrítica, o que pode contar pontos para a recuperação de sua imagem pública. A psicóloga Fabiane Curvo de Faria destaca o impacto da surpresa de ser recebido com tamanha rejeição:

— Quem está ali dentro não sabe o que está por vir. A rejeição já é ruim, com surpresa é pior ainda. — ressalta Fabiane, que fala sobre a postura mais correta a ser tomada — A construção de uma boa imagem não é de uma hora para outra. Mas a desconstrução é. O primeiro passo é o reconhecimento do erro, falar sobre ele, pedir desculpa e fazer com que o outro desculpe. Reconhecer é o passo mais nobre. Se você vê que está sendo rejeitado e várias pessoas estão falando que você errou, tem que procurar corrigir. Tem que se colocar nessa posição de reconstrução, que não é um caminho rápido. É mostrar no dia a dia que está tendo atitudes diferentes. Podemos errar e merecemos uma segunda chance.

Rogério Padovan, o Doutor Gê , grande vilão do “BBB 5’’, afirma com conhecimento de causa.

— Reverti a rejeição na vida real. Hoje é diferente com a internet, mas brasileiro tem memória curta. Se tiver cabeça boa, recupera o público.