Psicóloga que viralizou no TikTok simulando funeral de paciente será convocada por conselho

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Conselho Regional de Psicologia do Espírito Santo (CRP-ES) vai convocar uma psicóloga para que ela dê explicações sobre um vídeo que viralizou nas redes sociais intitulado "pov [ponto de vista, na sigla em inglês]: sua psicóloga vai no seu funeral".

Nas imagens, Yasmin Martins simula uma conversa com uma paciente fictícia, como se estivesse olhando para o seu caixão, e ironiza a situação. "O que você está fazendo parada aí? Eu já te avisei que não é assim que você vai vencer a ansiedade", diz.

"Não, menina, não fica assim, não. Seus problemas acabaram agora. Se bem que sua vida também acabou, né?", segue a psicóloga, com uma caixa de lenço em mãos.

Na peça, Yasmin Martins afirma ainda que conheceu a família da paciente fictícia e entendeu melhor por que ela é "toda cheia de problemas". E depois segue: "Quando você chegar lá no céu... Quer dizer, não sei se você vai para o céu. De acordo com as coisas que você me contava, eu acho que não vai, não".

"Bota para fora, respira... Ah é, você não está respirando mais, não. Eu estou bem orgulhosa de você, na última sessão você me disse que nunca mais ia ser trouxa. Não é que você tava certa?", finaliza a profissional, que tem mais de 55 mil seguidores no TikTok.

O conteúdo, que chegou a atingir a marca de 200 mil visualizações, foi deletado. Procurada, Yasmin diz que criou o vídeo a partir de uma trend no TikTok e afirma que apagou o post após receber crítica de uma internauta no Twitter.

"O comentário me feriu pessoalmente e eu falei: 'Ah, eu não quero lidar com isso", aponta. "Eu tive um retorno muito legal, de pessoas leigas e de outros colegas de profissão. Realmente não consigo compreender exatamente a problemática desse vídeo", segue ela.

Segundo a psicóloga, a peça é apenas um vídeo de humor. "Fiz um roteirinho com piadinhas de senso comum, brincando com o céu e inferno, e fixei como primeiro comentário [um aviso de que] todo aquele vídeo era feito é com humor, em forma de meme, que nada ali que eu dizia era literal".

A Comissão de Orientação e Fiscalização do CRP-ES afirma que, ao ser convocada, Yasmin Martins terá de explicar o porquê dela ter feito o vídeo, "apontando as possíveis condutas que ferem os princípios éticos da profissão". Sobre possível aplicação de penalidade, a comissão diz que depende da postura da profissional.

"O que a gente pode dizer é que, sim, [o vídeo] demonstra uma atitude não compatível com as orientações que já são dadas", analisa a conselheira da entidade Maria Carolina Fonseca Barbosa Roseiro.

"Na tentativa de fazer um uma publicação com engajamento, [o post] acaba deixando de dar atenção para os limites éticos que qualquer publicação relacionada ao trabalho da psicologia precisa ter", afirma.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos