PSL deixa o bloco de Baleia Rossi e passa a apoiar Arthur Lira para a presidência da Câmara

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Arthur Lira (PP-AL) apresenta pautas para conquistar o apoio do PT à sua candidatura (Foto: Maryanna Oliveira/ Câmara dos Deputados)
Arthur Lira (PP-AL) (Foto: Maryanna Oliveira/ Câmara dos Deputados)

O PSL abandonou, oficialmente, a candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP) à presidência da Câmara e passou a integrar o bloco de apoio ao deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato preferido pelo presidente Jair Bolsonaro.

A decisão de apoiar o nome do emedebista tinha sido liderada pelo presidente do partido, deputado Luciano Bivar (PSL-PE). Mas a bancada na Câmara é divida entre o grupo próximo de Bivar e os bolsonaristas, aliados a Bolsonaro, que se desfiliou da sigla após disputas pelo comando do partido.

Leia também

Deputados da ala bolsonarista do PSL eram favoráveis à candidatura de Lira. O grupo, inicialmente formado por 15 deputados dissidentes, conseguiu à adesão de mais quatro parlamentares.

Com isso, essa ala conseguiu 19 assinaturas, o que formou maioria em relação à bancada atual da legenda na Câmara, que tem 36 parlamentares.

Contrários ao acordo com Baleira, esse grupo chegou a apresentar uma lista de assinaturas pedindo a saída do PSL do bloco, com 32 assinaturas. No entanto, a relação não foi validada já que constavam assinaturas de 17 deputados que estão suspensos pelo partido em razão de divergências com a cúpula e que não poderiam ser contabilizados.

Com as novas assinaturas, a ala bolsonarista conseguiu maioria para aderir oficialmente ao bloco de Lira.

Rossi conta com apoio de 11 partidos: DEM, MDB, PSDB, Cidadania, Solidariedade, PT, PSB, PDT, PCdoB, Rede e PV. Até o momento, Lira conquistou o apoio de PSL, PP, PSD, Republicanos, PL, PROS, PSC, Avante e Patriota.