PSL se divide entre bolsonaristas e bivaristas; veja lista

(MAURO PIMENTEL/AFP)

Dono da segunda maior bancada na Câmara, com 53 deputados, o PSL vive uma guerra aberta pelo controle do partido que envolve diretamente o presidente Jair Bolsonaro e alguns dos principais integrantes de sua base no Congresso.

De um lado, estão aliados a Bolsonaro; do outro, parlamentares alinhados com o fundador e presidente da sigla, o deputado Luciano Bivar (PE), que abriu espaço para o então presidenciável em 2018 disputar a eleição.

Leia também

A cisão entre os dois grupos, que já era presente, ganhou contornos explosivos depois que Bolsonaro falou a um apoiador que Bivar está "queimado pra caramba".

presidente acusa o partido de falta de transparência e estuda meios jurídicos de deixar o PSL e migrar para outra legenda com deputados aliados, sem que estes percam o mandato.

Parlamentares de outras siglas evitam que a disputa dentro do PSL contamine a Câmara, mas o embate já provocou mudanças entre os interlocutores do governo.

A crise do PSL se acirrou nesta quinta-feira (17), com a decisão de Bolsonaro de retirar a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) da liderança do governo no Congresso e a vitória da ala ligada a Bivar ao manter o Delegado Waldir (PSL-GO) como líder da bancada na Câmara.

Bolsonaro havia atuado pessoalmente ligando para parlamentares para pedir que assinassem lista destituindo o parlamentar goiano, que chegou a ser brevemente substituído por seu filho, Eduardo Bolsonaro.

OS DOIS LADOS NO RACHA NO PSL

Bolsonaristas

Eduardo Bolsonaro (SP), deputado federal

Major Vitor Hugo (GO), líder do governo na Câmara

Helio Negão (RJ), deputado federal

Carlos Jordy (RJ), deputado federal

Bia Kicis (DF), deputada federal

Carla Zambelli (SP), deputada federal

Filipe Barros (PR), deputado federal

Bibo Nunes (RS), deputado federal

Alê Silva (MG), deputada federal (retirada da Comissão de Finanças e Tributação)

Daniel Silveira (RJ), deputado federal (o infiltrado)

Luiz Philippe de Orleans e Bragança (SP), deputado federal

Flávio Bolsonaro (RJ), senador (Senado)

Bivaristas

Delegado Waldir (GO), líder do partido na Câmara

Joice Hasselmann (SP), deputada federal e ex-líder do governo no Congresso

Junior Bozzella (SP), deputado federal

Felipe Francischini (PR), deputado federal (presidente da CCJ)

Sargento Gurgel (RJ) deputado federal (cotado para substituir Flávio Bolsonaro no Diretório do RJ)

Nelson Barbudo (MT), deputado federal

Professora Dayane Pimentel (BA), deputada federal

Delegado Antônio Furtado (RJ), deputado federal

Delegado Pablo (AM), deputado federal

Heitor Freire (CE), deputado federal

Major Olimpio (SP), senador (Senado)