PT e PSD fecham aliança em Minas Gerais

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Lula selou acordo e PT tem acordo para apoiar Alexandre Kalil, do PSD, em Minas (Foto: Divulgação/PT)
Lula selou acordo e PT tem acordo para apoiar Alexandre Kalil, do PSD, em Minas (Foto: Divulgação/PT)

Resumo da notícia

  • PT e PSD fecharam acordo para a eleição em Minas Gerais

  • Com Lula no palanque, vice de Kalil será André Quintão, do PT

  • Minas repete polarização nacional e terá Kalil com Lula e Zema com Bolsonaro

Nesta quinta-feira (26), o PT e o PSD anunciaram oficialmente a aliança entre os partidos em Minas Gerais. Dessa forma, Lula (PT) estará no palanque de Alexandre Kalil (PSD), ex-prefeito e candidato ao governo do estado.

A reunião que selou o acordo aconteceu entre Kalil, Cristiano Silveira, presidente do PT mineiro, e o deputado Reginaldo Lopes, líder do PT na Câmara. “Consolidamos o acordo político para a nossa unidade nas eleições de outubro”, disse Lula em nota.

Na chapa, Kalil será o candidato ao governo, enquanto o vice será André Quintão (PT-MG), atualmente deputado estadual. Alexandre Silveira (PSD) será candidato à reeleição no Senado Federal.

A campanha de Lula e Kalil será coordenada por Reginaldo Lopes e pelo presidente da Assembleia Legislativa de Minas, Agostinho Patrus (PSD).

“Juntos, vamos trabalhar pela vitória em Minas e no Brasil, para que nosso povo volte a ter esperança numa vida com dignidade e direitos, com emprego e renda, com desenvolvimento e justiça social, num país soberano e democrático”, declarou Lula.

Antes de o acordo ser confirmado, o impasse entre as legendas era em relação ao cargo de senador. Enquanto o PT queria lançar Reginaldo Lopes, o PSD insistia na reeleição de Alexandre Silveira. O impasse foi resolvido e o PT indicou o candidato a vice de Kalil.

Dessa forma, Minas deve repetir a disputar nacional. Os principais candidatos são Alexandre Kalil, agora com apoio de Lula, e o atual governador, Romeu Zema (Novo), que tenta a reeleição com apoio de Jair Bolsonaro (PL).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos