PT e União Brasil são partidos com maior número de governadores eleitos

PT terá o governo de quatro estados, assim como o União Brasil (Foto: REUTERS/Leonardo Benassatto)
PT terá o governo de quatro estados, assim como o União Brasil (Foto: REUTERS/Leonardo Benassatto)

O PT e o União Brasil são os partidos com maior número de governadores eleitos em 2022. Cada uma das legendas conseguiu quatro candidatos.

O Partido dos Trabalhadores manteve o mesmo número de estados em relação a 2018. O União Brasil é a junção do DEM, que tinha dois governadores eleitos há quatro anos, e do PSL, que tinha três governantes em unidades da federação.

Os estados governador pelo PT a partir de 2023 são:

  • Ceará, com Elmano de Freitas

  • Piauí, com Rafael Fonteles

  • Rio Grande do Norte, com Fátima Bezerra

  • Bahia, com Jerônimo

Já o União Brasil elegeu os governadores de:

  • Goiás, com Ronaldo Caiado

  • Mato Grosso, com Mauro Mendes

  • Amazonas, com Wilson Lima

  • Rondônia, com Marcos Rocha

MDB, PSB e PSDB elegeram governadores em três estados cada. O PL, o PP, o PSD e o Republicanos têm dois governadores cada. Já Novo e Solidariedade terão, no ano que vem, o comando de um estado.

Veja os governadores eleitos:

  • Acre: Gladson Cameli (PP)

  • Alagoas: Paulo Dantas (MDB)

  • Amapá: Clécio (Solidariedade)

  • Amazonas: Wilson Lima (União Brasil)

  • Bahia: Jerônimo (PT)

  • Ceará: Elmano de Freitas (PT)

  • Distrito Federal: Ibaneis Rocha (MDB)

  • Espírito Santo: Renato Casagrande (PSB)

  • Goiás: Ronado Caiado (União Brasil)

  • Maranhão: Carlos Brandão (PSB)

  • Mato Grosso do Sul: Eduardo Riedel (PSDB)

  • Mato Grosso: Mauro Mendes (União Brasil)

  • Minas Gerais: Romeu Zema (Novo)

  • Pará: Helder Barbalho (MDB)

  • Paraíba: João Azevedo (PSB)

  • Paraná: Ratinho Junior (PSD)

  • Pernambuco: Raquel Lyra (PSDB)

  • Piauí: Rafael Fonteles (PT)

  • Rio de Janeiro: Cláudio Castro (PL)

  • Rio Grande do Norte: Fátima Bezerra (PT)

  • Rio Grande do Sul: Eduardo Leite (PSDB)

  • Rondônia: Marcos Rocha (União Brasil)

  • Roraima: Antonio Denarium (PP)

  • Santa Catarina: Jorginho Mello (PL)

  • São Paulo: Tarcísio de Freitas (Republicanos)

  • Sergipe: Fábio (PSD)

  • Tocantins: Wanderlei Barbosa (Republicanos)