PT envia recomendações de segurança a militantes antes de ato com Lula no DF

*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 09.07.2022 - O ex-presidente Lula. (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)
*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 09.07.2022 - O ex-presidente Lula. (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Partido dos Trabalhadores enviou uma série de orientações de segurança aos apoiadores que vão acompanhar o ato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Brasília nesta terça-feira (12).

Dentre outros pontos, o PT pediu para que os militantes evitem se expor a situações de risco, andem em grupos e levem uma camiseta neutra caso precisem passar sozinhos por locais públicos no trajeto para casa.

A passagem de Lula pela capital federal acontece em meio à repercussão pela morte do guarda civil e militante petista Marcelo Aloizio de Arruda, assassinado por um policial penal bolsonarista no sábado (9) em Foz do Iguaçu.

"Ande em grupos até parada de ônibus e rodoviária. Evite se expor a situação de risco. É bom ter uma camiseta não militante debaixo da vermelha caso precise andar só no trajeto para casa em locais públicos", afirma o texto divulgado aos militantes nesta segunda-feira (11).

"Não aceite provocação de bolsonaristas infiltrados. Não discuta nem agrida nenhum provocador. Ações heroicas podem causar riscos desnecessários a você e ao teu coletivo de militantes."

A cartilha pede ainda para que os apoiadores do ex-presidente tirem fotos e gravem situações de ameaça e avisem à equipe de segurança sobre a presença de "alguém suspeito que pareça ser uma ameaça". O guia foi elaborado pela setorial de segurança pública do PT-DF.

Por questões de segurança, o PT já tinha decidido fazer o evento em um local fechado com detectores de metal. Os participantes serão revistados, deverão se identificar com um documento com foto na entrada e terão seus nomes registrados pela organização.

O ato será no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, na região central da capital federal. No final de semana, a equipe que cuida da segurança do ex-presidente visitou o local e o Complexo Brasil 21, onde o petista terá ao menos mais duas agendas na quarta-feira (13).

Nesta segunda, Lula recomendou cautela aos integrantes do conselho político de sua pré-campanha à Presidência. Segundo participantes da reunião que ocorreu em São Paulo, o petista afirmou que a tendência é que esse quadro de violência piore, mas que as pessoas não podem se deixar intimidar.

No dia 7 de julho, um evento do ex-presidente Lula na Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro, foi alvo de uma bomba caseira. Em Uberlândia (MG), no dia 15 de junho, apoiadores do petista foram atingidos por um líquido lançado por um drone.

O ato em Brasília está sendo organizado pela federação PT, PC do B e PV, que lançou a candidatura do deputado distrital Leandro Grass (PV) ao Governo do Distrito Federal. Mesmo assim, Lula vai dividir o palanque com outros dois pré-candidatos a governador: Rafael Parente (PSB) e Keka Bagno (PSOL).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos