PT já se organiza para preencher cargos no governo Lula

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Executiva Nacional do PT se reúne na segunda-feira (7) tendo como uma das pautas a participação de filiados do partido no governo Lula. Uma possibilidade é criar uma comissão para centralizar as indicações políticas, desde o primeiro escalão até os postos nos estados.

"Precisamos ter uma porta de entrada única, para este processo ser institucionalizado", diz o secretário de Comunicação do partido, Jilmar Tatto.

"A reunião vai discutir quais os postos-chaves que consideramos importante o PT ocupar, além de debater o conceito do governo Lula, que vai do centro até a esquerda", afirma. "Isso tudo terá de ter a chancela do próprio presidente, claro".

Também membro da Executiva, Washington Quaquá diz que a criação de uma comissão é fundamental para organizar a participação do PT no governo. "É preciso fazer a interlocução com os estados, por exemplo".

O partido sabe que precisará abrir espaços para aliados, mas quer ocupar ministérios centrais, como Fazenda, Casa Civil e Cidades. Mesmo em pastas que ficarem com outras legendas, a ideia é ter posições de comando no segundo escalão, que toca o dia a dia da máquina.