PT pede que TCU barre privatização da Eletrobras

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
The logo for Eletrobras, a Brazilian electric utilities company, is displayed on a screen on the floor at the New York Stock Exchange (NYSE) in New York, U.S., April 9, 2019. REUTERS/Brendan McDermid
Brendan McDermid/Reuters
  • PT pediu que TCU barre processo de privatização da Eletrobras

  • Bancada também pediu que Tribunal fiscalize operações que envolverem BNDES

  • Representação foi feita nesta segunda-feira (26)

A bancada do PT (Partido dos Trabalhadores) entrou nesta segunda-feira (26) com uma representação em que pede ao TCU (Tribunal de Contas da União) que suspenda o processo de privatização da Eletrobras. Além disso, segundo o partido, o TCU também deve fiscalizar todas as operações que envolverem o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) nesse âmbito. As informações são do Brasil Econômico. 

Leia também:

'Desperdício de recursos'

A escolha do BNDES para ficar como responsável pela execução e acompanhamento da privatização é um “verdadeiro desperdício de recursos públicos”, segundo o documento encaminhado à ministra Ana Arraes, presidente do TCU. 

"Se ao fim do crivo do legislativo entender-se que a privatização proposta não é salutar ou ainda que a forma de privatização pretendida não é a mais adequada, os contratos de consultoria já estarão assinados com parâmetros não avalizados e o dinheiro público desperdiçado", diz o texto escrito por senadores e deputados federais. 

Assim, a bancada pede que todos os processos que envolvam a privatização da Eletrobras sejam ser suspensos por meio de medida do TCU “até que tenham a sua regularidade, viabilidade e transparência fiscalizadas por esta Corte de Contas".