PT retira pré-candidatura de Contarato ao governo do ES e anuncia apoio à reeleição de Casagrande

O Partido dos Trabalhadores (PT) anunciou nesta sexta-feira que não terá candidato ao governo do estado do Espirito Santo. A pré-candidatura do senador Fabiano Contarato foi retirada e a sigla selou aliança com o Partido Socialista Brasileiro (PSB), em prol da reeleição de Renato Casagrande, atual governador. A decisão foi feita em uma reunião do diretório estadual que ocorreu na noite desta quinta-feira.

Aliança: PT de Pernambuco expulsa 11 por discordarem de aliança com o PSB

Palanques regionais: PSB e PT buscam fim de impasse no Rio por alianças nos estados

Com a saída de Contarato da disputa, o PT e o PSB encerram mais um imbróglio nas disputas estaduais. Nos últimos meses, os partidos se esforçam para colocar fim aos impasses por uma candidatura única. No Rio, os dois pré-candidatos ao Senado, Alessandro Molon (PSB) e André Ceciliano (PT), exemplificam a dificuldade nas negociações dos palanques regionais. Há um impasse para saber quem irá compor a chapa e o palanque do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e de Marcelo Freixo (PSB) no Rio de Janeiro. Em Pernambuco, o pré-candidato do PSB ao governo, Danilo Cabral, tenta consolidar sua associação a Lula. Para garantir o apoio do PT nacional, o PSB oferece uma vaga na chapa para a petista Teresa Leitão, que disputará o Senado Federal.

No documento oficial, o PT diz que o Brasil vive um momento de "discurso de ódio" e que o compromisso é "lutar para banir o retrocesso". Contarato é elogiado como alguém que "trouxe esperança para o cenário político capixaba", mas, que neste momento "não podemos titubear diante de ameaças antidemocráticas". Casagrande é apontado como um "democrata" que está com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), assim como "o PT estará com o PSB e Casagrande" na corrida pelo governo do Espírito Santo.

"É essencial estarmos juntos,sem vaidades, sem alimentar pequenas disputas, em prol de um objetivo maior: evitar que o Brasil caminhe cegamente para o obscurantismo e o retrocesso", afirma o partido na nota.

A pré-candidatura

Em fevereiro deste ano, o PT lançou Contarato como pré-candidato ao governo do Espírito Santo. À época, ele se manifestou nas redes socias: "Fico imensamente feliz e animado com a decisão do Partido dos Trabalhadores do Espírito Santo em lançar oficialmente meu nome como pré-candidato a governador, conforme o diretório ampliado acaba de anunciar", disse o senador

Eleito em 2019 pelo Rede Sustentabilidade, Contarato foi um dos nomes que mais se destacou na CPI da Covid. Com isso, foi convidado, em maio do ano passado, pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a se filiar ao PT, o que fez em novembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos