PT também colaborou para radicalização, diz Ciro Gomes

ISABEL FLECK
1 / 1
PT também colaborou para radicalização, diz Ciro Gomes

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em evento de campanha em Mauá (SP), o candidato do PDT ao Planalto, Ciro Gomes, disse que não vai perder votos para Fernando Haddad (PT) depois que o partido confirmá-lo como candidato no lugar do ex-presidente Lula, e que o PT contribuiu para a radicalização política no Brasil.

"Eu acho que estou demonstrando ao povo brasileiro que eu interpreto o melhor projeto para o Brasil, e, na política, nossa posição é encerrar essa crônica de confrontação radicalizada que infelizmente o PT também colaborou para acontecer", disse.

Ciro fez uma caminhada pelo centro de Mauá e pediu voto aos candidatos a governador, senador e deputado do partido.

Nas últimas pesquisas de intenção de voto, ele aparece empatado com Marina Silva (Rede) no segundo lugar, atras de Jair Bolsonaro (PSL). Haddad aparece em quinto.