É falso que Marcola declarou voto em Lula; Moraes manda Bolsonaro apagar post

Esta não é a primeira vez que Bolsonaro associa Lula ao PCC (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)
Esta não é a primeira vez que Bolsonaro associa Lula ao PCC (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)
  • São falsas as publicações que indicam que Marcola apoia Lula;

  • Presidente do TSE determinou a remoção dos posts;

  • Nos diálogos interceptados pela PF, “não existe declaração de voto” por parte do líder do PCC.

São falsas as publicações que apontam que Marcos Camacho, o Marcola, apoia a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), informou o portal UOL neste domingo (2).

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Alexandre de Moraes, determinou a remoção das postagens de site como O Antagonista e Jovem Pan, e das redes sociais do presidente Jair Bolsonaro (PL), seus filhos e apoiadores.

Nos diálogos interceptados pela Polícia Federal (PF) não há declaração de voto explícita por parte do líder do PCC (Primeiro Comando da Capital).

Marcola, inclusive, está com os direitos políticos suspensos por ser condenado por “decisão transitada em julgado”. Ou seja: Não pode votar nestas eleições.

Moraes destacou, na decisão, que o caso é de desinformação e que, “embora o teor dos diálogos revele uma discussão comparativa entre os candidatos, não existe declaração de voto, fato constante no próprio título da notícia”.

Ele ainda reforça que a Constituição Federal não permite “a utilização da liberdade de expressão como escudo protetivo para a prática de discursos de ódio, antidemocráticos, ameaças, agressões, infrações penais e toda a sorte de atividades ilícitas”.

A determinação do ministro atende a um pedido feito pela campanha de Lula, que tratou da notícia como “evidente descontextualização, capaz de influenciar o pleito que ocorrerá”. Em menos de 24 horas, o conteúdo cuja legenda dizia "BOMBA! MARCOLA, CHEFE DA MAIOR FACÇÃO CRIMINOSA, DECLARA VOTO EM LULA" já tinha mais de 34 mil visualizações.

Esta não é a primeira vez que Bolsonaro liga Lula à facção criminosa, sendo que o presidente já recebeu multa de R$ 5 mil por três tuítes com o tema. Caso haja descumprimento da medida, haverá aplicação de multa diária de R$ 100 mil.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente: