Publicitário da Aliança, que esteve com comitiva de Bolsonaro nos EUA, está com coronavírus

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O publicitário Sérgio Lima, responsável pela comunicação da Aliança pelo Brasil, sigla que o presidente Jair Bolsonaro quer criar, informou que está com o novo coronavírus. A Folha de S.Paulo confirmou que ele esteve com a comitiva de Bolsonaro (sem partido) nos Estados Unidos, na semana passada.

Lima confirmou o resultado de seus exames na madrugada de domingo (15) em seu perfil no Twitter. "Acabo de receber meu resultado positivo para o #COVIDー19. Fico chateado por ter que me afastar do trabalho pelo período da quarentena, mas vou aproveitar para ler e estudar. Cuidem-se", escreveu.

Para um de seus seguidores, afirmou que contraiu o vírus em viagem que fez a Miami, nos EUA.

Além de Lima, ao menos outras seis pessoas que estiveram próximas a Bolsonaro durante viagem aos EUA, na semana passada, estão infectadas com o novo coronavírus.

O caso mais recente é o de um empresário que estava no grupo que acompanhou a visita do presidente aos EUA. Ele preferiu não se identificar.

Três outros casos são de integrantes da comitiva oficial de Bolsonaro na viagem à Flórida. Anunciaram que contraíram a doença o chefe da Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social), Fabio Wajngarten, o senador Nelsinho Trad (PSD-MS) e o diplomata Nestor Forster, indicado para o cargo de embaixador do Brasil em Washington.

A advogada Karina Kufa, tesoureira do Aliança pelo Brasil, disse que seu exame deu positivo. Ela está em isolamento e, pelas redes sociais, tem atualizado seu estado de saúde. "Hoje acordei bem melhor, os sintomas praticamente sumiriam. Até agora não tive febre e falta de ar, que são os fatores de alerta", escreveu a advogada neste sábado (14).

Entre os anfitriões, o prefeito de Miami, Francis Suarez, anunciou, na sexta (13), ter recebido o diagnóstico positivo para o novo coronavírus. Ele participou de evento com Bolsonaro e sua comitiva na segunda-feira (9), na Flórida.