Publicitária cria curso acessível para ajudar pequenos empreendedores

Publicitária quer ajudar pequenos e médios empreendedores. Foto: Su Florentino Studio

Com a ideia de tentar ajudar pequenos e médios empreendedores, a publicitária Claudia Joviano desenvolveu um curso de branding para ser realizado em Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro, a partir do dia 12 de novembro.

Segundo Claudia, o curso busca oferecer conhecimentos técnicos para os empreendedores desenvolverem habilidades de forma acessível. Em entrevista ao Yahoo, ela disse que “o primeiro objetivo é dar autonomia a esses empresários”. “Acredito que todos nós podemos desenvolver habilidades”, afirmou.

Ao todo, serão 12 aulas, às terças e aos sábados, das 9h às 16h. O curso também vai oferecer workshops de profissionais convidados. As aulas vão acontecer na Freguesia, bairro de Jacarepaguá, e contarão com no máximo 15 pessoas.

Leia também:

Leia a entrevista completa:

Por qual motivo, decidiu fazer o curso?

Claudia Joviano: Decidi criar o curso após uma experiência de imersão criativa e de conhecimento com outros empreendedores em 2018. Nesta imersão, que visava o desenvolvimento de pequenos empreendedores, enxerguei que havia um abismo entre as grandes marcas e as pequenas marcas, e que a resposta para a existência desse abismo era a falta de criação de valor e gestão da imagem dessas marcas. Tirei essa conclusão a partir da minha experiência com grandes marcas a qual passei os últimos 14 anos trabalhando e consegui fazer um comparativo. Saí de lá com a missão de diminuir essa distância através do acesso ao conhecimento de branding para esses empreendedores donos dessas pequenas empresas, que são, em sua maioria, mulheres.

Por qual motivo é importante a iniciativa?

Claudia: É importante porque branding é uma área inacessível para a maioria das micro e pequenas empresas. Em primeiro lugar, por conta do acesso à educação, já que branding é uma área elitizada, onde os cursos são caros. Além disso, tem sua nomenclatura em inglês, sem tradução para o português, o que distancia ainda mais desse público. Em segundo lugar, porque é uma área complexa, que reúne diversas áreas, que juntas conectam o público com o propósito das marcas e, por este motivo, torna o serviço caro, já que são necessárias múltiplas habilidades. Ou seja, times multidisciplinares. Hoje, o serviço de diagnóstico ou criação de brandbook pode custar mais R$ 100 mil.

Qual o objetivo do curso?

Claudia: O primeiro objetivo é dar autonomia a esses empresários na criação e gestão do branding de suas marcas, pois acredito que todos nós podemos desenvolver habilidades. Isso fará com que eles não fiquem reféns de agências e/ou consultorias, tenham a oportunidade de criar suas próprias equipes, traçar suas estratégias e executar tudo dentro de casa, o que já é uma tendência de mercado que começa a ser usada por essa nova geração de empresas.

No que mais irá ajudar?

Claudia: Para que eles ganhem um olhar crítico e treinado quanto a gestão de imagem de suas marcas, para que tenham critérios quanto às necessidades de contratação e escolha de fornecedores caso necessitem. Além disso, deixa o mercado mais junto em relação à competência desses profissionais. O curso também permite que marcas de impacto cresçam e ganhem visibilidade e apoia pequenas e médias empresas na construção ética e verdadeira de suas marcas.

Como isso poderá mudar a vida dessas pessoas?

Claudia: Isso muda todo o negócio e impacta de forma positiva todas as pessoas envolvidas. Isso muda a vida do empresário já que este conecta seu propósito de vida ao propósito da sua marca. Através disso, ele passa a trabalhar com o que realmente acredita, cria valor e cultura de marca fazendo com que seu negócio cresça economicamente.

Serviço: As inscrições para o curso podem ser feitas clicando aqui.