Pudim é atingido por bala perdida no réveillon: 'Foi um livramento', diz mulher que viu a cena

Um pudim foi atingido por uma bala perdida em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio. O caso aconteceu na noite de réveillon, durante a ceia de um grupo de amigos — que é de São Gonçalo e tinha alugado um sítio na região para as comemorações. Thais Sampaio, de 27 anos, que estava com marido e filho no local, classifica o ocorrido como um livramento. Após o susto, todos comeram o que restou do doce. Ninguém se feriu.

— Nós brincamos bastante com o que aconteceu, mas nunca vi um livramento tão de perto. Eu estava com o meu filho de 3 anos dormindo e com o meu marido lá. É muita irresponsabilidade alguém fazer algo assim, dar um tiro para o alto. Achamos que foi isso que aconteceu. Depois de bater no pudim, a bala veio em nossa direção, mas graças a Deus já tinha perdido a força — conta.

O caso aconteceu logo após a virada do ano. O grupo de 120 pessoas estava se cumprimentando quando ouviu o barulho:

— Acredito que deviam ser 0h01, foi logo depois da contagem regressiva. Foi pudim para todo lado, não entendemos nada. Foi quando meu marido viu a bala em cima da mesa e disse que foi tiro, todos se desesperaram e saíram correndo dali, com medo de acontecer de novo.

Segundo Thaís, depois do ocorrido, o pastor da igreja que frequenta — responsável pelo aluguel do sítio — entrou em contato com a proprietária para entender o que poderia ter acontecido.

— Ela explicou que a vizinhança mais próxima é a 6 Km dali e que não sabia como poderia ter entrado uma bala lá. Foi um momento de muito desespero. Não escutamos tiroteio. Mas ali perto escutávamos um funk tocando no fundo, então acredito que pode ter vindo daquele lado — explica.

Após o susto, Thais afirma que todos comeram o que restou do pudim:

— Foi ferido, mas não morto. Nós comemos — brinca.