Putin critica política de dois pesos e duas medidas dos europeus

Vladimir Putin

O presidente russo, Vladimir Putin, qualificou nesta quinta-feira (19) a crise catalã de um "assunto interno" da Espanha, enquanto denunciou o que chamou de política de "dois pesos e duas medidas" dos europeus a respeito dos desejos de independência de seus povos.

"Tudo o que ocorre é um assunto interno da Espanha e deve ser solucionado no âmbito da lei, de acordo com suas tradições democráticas", declarou o presidente russo a especialistas do clube Valdai em Sochi, no sul da Rússia.

Putin denunciou, em seguida, a política de "dois pesos e duas medidas" da União Europeia sobre estas questões.

"Parece que aos olhos de alguns de nossos parceiros, há partidários 'legítimos' da independência e da liberdade, e há os 'separatistas' que não têm direito a defender seus direitos, inclusive mediante mecanismos democráticos", lamentou.

"Este tipo de 'dois pesos e duas medidas' (...) é muito perigoso para o desenvolvimento do continente europeu", advertiu Putin, recordando o apoio da UE à independência do Kosovo - que Moscou não reconhece - "para agradar a (...) Washington".

"Quando a Crimeia declarou sua independência, baseando-se em um referendo sobre sua incorporação à Rússia, não gostaram por um motivo ou outro", disse Putin, cujo país sofre sanções da UE por ter anexado a península ucraniana em março de 2014.

"E agora é a Catalunha", prosseguiu.

"Ninguém estava a par destas contradições que duram há séculos no seio da Europa? Sabiam, verdade? E no entanto comemoraram sem ocultar seu júbilo o desmembramento de uma série de Estados na Europa", acrescentou, fazendo referência, sem mencioná-los, aos países que faziam parte do bloco comunista no leste do velho continente.

O governo espanhol deu nesta quinta-feira um passo adiante para a suspensão da autonomia da Catalunha, acusando o presidente independentista catalão, Carles Puigdemont, de buscar "o enfrentamento sistemático" em uma crise que ameaça a estabilidade da Espanha e preocupa a Europa.