"Putin deve pagar um preço alto": Comissão Europeia propõe embargo progressivo ao petróleo russo

A Comissão Europeia propôs nesta quarta-feira (4) um embargo sobre o petróleo russo e a exclusão de novos bancos do sistema de transação financeira Swift, além da proibição de difusão de mídias russas na Europa. As medidas são anunciadas no âmbito de um sexto pacote de sanções contra Moscou, após mais de dois meses de guerra na Ucrânia.

As propostas ainda precisam ser validadas pelos 27 Estados-membros do bloco. Até o momento, as lideranças europeias não haviam chegado a um acordo sobre o embargo ao petróleo russo devido à grande dependência de vários países das energias fósseis da Rússia.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, apresentou o novo pacote de sanções diante do Parlamento Europeu, reunido em Estrasburgo, no nordeste da França. Segundo ela, a decisão não é fácil "porque certos Estados-membros são fortemente dependentes do petróleo russo". Mas, "Vladimir Putin deve pagar, e pagar um preço alto, por sua agressão brutal" contra a Ucrânia.

"Colocaremos um fim, progressivamente, ao fornecimento do petróleo bruto em um período de seis meses e ao de produtos refinados até o final do ano", garantiu a líder. Von der Leyen salientou que a medida diz respeito a "um embargo total sobre o petróleo russo, entregue por via marítima ou oleodutos, bruto ou refinado".

Hungria e Eslováquia

Na segunda-feira (2), diplomatas europeus haviam sugerido que derrogações ao embargo poderiam ser consideradas à Hungria e à Eslováquia, países extremamente dependentes do petróleo russo. No entanto, essa possibilidade não foi evocada por Von der Leyen durante seu discurso.


Leia mais

Leia também:
UE ameaça novas sanções contra Rússia e não descarta suspender importação de gás e petróleo
Guerra na Ucrânia: Moscou diz que sanções poderiam causar queda de Estação Espacial Internacional
"Primeiro a Polônia e a Bulgária, e depois?": Europa teme impacto de corte do gás russo

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos