Putin e Erdogan concordam em reforçar coordenação para assuntos afegãos, diz Kremlin

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

MOSCOU (Reuters) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o seu correspondente turco, Tayyip Erdogan, discutiram a situação no Afeganistão por telefone e concordaram em reforçar a coordenação bilateral de assuntos afegãos, disse o Kremlin em um comunicado neste sábado.

Os presidentes enfatizaram que as prioridades eram o contra-terrorismo e lidar com o tráfico de drogas, afirmou o Kremlin.

Militantes do Taliban assumiram controle de Cabul no último fim de semana, o que fez com que milhares de civis e aliados do exército afegão fugissem em busca de segurança.

O presidente Erdogan expressou esperança por uma transição suave no país e disse que era importante que o Taliban não repetisse erros do passado e mantivesse suas promessas com uma abordagem etnicamente inclusiva.

"O novo governo que será formado no Afeganistão precisa ser inclusivo e representativo da diversidade do povo afegão", disse Erdogan a Putin, segundo o comunicado após a ligação.

(Reportagem de Polina Devitt e Can Sezer)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos