Putin espera resolver diferenças com EUA no governo Biden

·1 minuto de leitura
O presidente russo, Vladimir Putin

O presidente russo, Vladimir Putin, disse nesta quinta-feira (17) que espera resolver com o novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, os problemas entre os dois países, cujas relações são conflituosas.

"Esperamos que todos os problemas que surjam, ou talvez não todos, mas pelo menos parte deles, sejam resolvidos sob o novo governo dos Estados Unidos", disse Putin em sua tradicional entrevista coletiva de fim de ano.

Putin foi um dos poucos líderes que esperaram o voto do Colégio Eleitoral dos EUA a favor de Biden para parabenizá-lo na terça-feira. Citou a incerteza sobre o resultado da eleição de 4 de novembro causada pela recusa de Donald Trump de reconhecer a derrota e por ações judiciais.

Biden se comprometeu a se manter firme ante Moscou, acusada de ter interferido no sistema eleitoral americano para ajudar Trump a vencer a eleição de 2016 contra a democrata Hillary Clinton.

Trump sempre negou ter-se beneficiado de ajuda russa, acusação também rejeitada por Putin, apesar das conclusões de investigadores americanos que levaram à imposição de sanções a Moscou.

Ontem, o presidente russo voltou a rejeitar que tenha havido qualquer interferência, por parte de Moscou, nas eleições americanas.

"São especulações, cujo objetivo é deteriorar as relações entre Rússia e Estados Unidos e também para que não se reconheça a legitimidade daquele que continua sendo o presidente dos Estados Unidos", disse ele, em referência a Donald Trump.

apo/alf/pz/me-pc/zm/tt