Putin ordena sanções retaliatórias contra Ocidente, diz Kremlin

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, em São Petersbrugo
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Reuters) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, assinou um decreto sobre sanções econômicas retaliatórias em resposta às "ações hostis de certos Estados estrangeiros e organizações internacionais", disse o Kremlin nesta terça-feira.

O documento não fornece nenhum detalhe sobre quais indivíduos ou entidades podem ser afetados pelas medidas.

De acordo com o decreto, a Rússia proibirá a exportação de produtos e matérias-primas para pessoas e entidades que ela tenha sancionado.

O decreto também proíbe transações com pessoas e empresas estrangeiras atingidas pelas sanções retaliatórias da Rússia, e permite que as contrapartes russas não cumpram suas obrigações para com elas.

Segundo o decreto, o governo russo tem 10 dias para compilar listas de indivíduos e empresas estrangeiras a serem sancionadas, bem como para definir "critérios adicionais" para uma série de transações que poderiam estar sujeitas a restrições

(Reportagem de Reuters)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos