Pompeo lembra que Annan passou a vida defendendo a paz e a dignidade humana

Washington, 18 ago (EFE).- O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, lembrou neste sábado que o ex-secretário geral da ONU, Kofi Annan, que morreu aos 80 anos, passou sua vida defendendo a paz e a dignidade humana.

"Annan passou a vida defendendo a paz e a dignidade humana durante a sua longa carreira nas Nações Unidas", disse Pompeo em comunicado.

"Inclusive quando deixou seu posto como secretário-geral (da ONU) - acrescentou Pompeou -, encarnou a missão das Nações Unidas semeando a paz como presidente de The Elders, um grupo independente de líderes globais comprometidos com o avanço da causa da paz e da promoção dos direitos humanos no mundo".

O chefe da diplomacia americana disse estar triste pela notícia da morte de Annan e expressou suas condolências à sua família e ao povo do seu país de origem, Gana.

Os parentes de Annan informaram neste sábado do seu falecimento através do Twitter e detalharam que aconteceu depois que recebeu tratamento por causa de uma doença em um hospital da Suíça, sem dar mais detalhes.

Annan esteve à frente da ONU como secretário-geral entre 1997 e 2006.

O também Prêmio Nobel da Paz de 2001 se manteve ativo até os seus últimos dias, liderando a delegação da ONG The Elders, fundada por Nelson Mandela, que visitou o Zimbábue durante o processo eleitoral no final de julho. EFE