Pyong preferiu não ver vídeo do filho quando saiu do 'BBB20': 'Quero pegar no colo'

Ricardo Rigel

Pyong Lee, oitavo eliminado do “Big Brother Brasil 20’’, não quis ver vídeo do filho Jake, que nasceu enquanto ele estava confinado. Segundo ele, o encontro acontecerá hoje, quando chegar a São Paulo. O hipnólogo terá a chance de pegar o pequeno no colo pela primeira vez. Nesta entrevista, o ex-confinado analisa sua participação no jogo, revela suas decepções e especula o motivo que teria levado o youtuber Felipe Neto a fazer campanha para sua eliminação no reality.

Se o convite para entrar na casa fosse refeito, você ponderaria?

Na verdade, foi um desafio que topei, por causa da visibilidade mesmo. Meu intuito era alcançar mais pessoas com o meu trabalho. Eu vejo a minha participação no jogo de maneira muito positiva. Estou satisfeito com o resultado. Foi intenso, divertido e emocionante. Eu me joguei. Ri e chorei. Então, eu toparia entrar de novo.

Você foi um jogador importante para a dinâmica do jogo. O que falhou?

A minha estratégia dentro da casa não falhou. Mas eu tive falhas dentro desse processo. Cometi um erro fatal de ter provocado o Prior para ele me colocar no paredão. Aí tive a chance de ser imunizado pelo Daniel e recusei. Estava muito autoconfiante. A minha leitura do jogo, até aquele momento, estava bem plausível. Mas eu não imaginava que poderiam ter outras adversidades aqui fora.

A leitura de alguns participantes e de parte do público era de que você passava um sentimento de soberba. Fazendo uma autocrítica, acha que extrapolou?

Algumas pessoas podem ter interpretado como soberba. Não era a minha intenção passar isso. Eu era muito autoconfiante e isso foi sentido de forma diferente. O Prior, inclusive, apontava isso em mim.

Para quem é a sua torcida?

Minha torcida está dividida entre duas pessoas, que foram honestas comigo dentro do jogo: Rafa Kalimann e Manu Gavassi.

Você se decepcionou com o jogo de algum participante?

Agora, que recebi algumas informações, eu me decepcionei com a leitura que estava fazendo do Daniel e da Marcela. Mas com relação ao Daniel, eu me decepcionei por não perceber que ele estava sendo tão malvisto aqui fora.

Mas e Babu e Prior? Como você avalia a participação deles?

Dentro do jogo, eu respeitei o Prior pela maneira como ele se colocou. Já o Babu, nem tanto. Eles passavam a coisa de que estavam sendo perseguidos, que eram vítimas e estavam jogando sozinhos. Mas eu não via os dois como candidatos fortes. Já aqui de fora, é outra visão. Só não sei se essa popularidade continua. A minha opinião é que eles não estão jogando bem. Mas se o Prior conseguir tirar Daniel, Ivy e Marcela, eles chegam à final.

Quais são seus planos agora?

Eu sempre tive o objetivo de ser apresentador de um programa e de ser ator. Gosto muito das duas coisas e não saberia escolher uma agora. Mas também pretendo continuar com o meu trabalho de hipnoterapia.

Foi muito difícil para você não acompanhar o nascimento do seu filho?

A minha mulher foi a maior apoiadora da minha entrada no jogo. Ainda não conversei muito com ela. Estou cumprindo alguns compromissos e amanhã (hoje) estarei em São Paulo. Eu não quis ver o meu filho por vídeo, porque eu quero pegar ele no colo. E vai ser um grande momento pra mim.

Você está sendo investigado pela Polícia Civil por ter cometido um suposto assédio sexual na casa. O que diz sobre isso?

Sobre esse episódio, eu cometi um erro. Exagerei na bebida e não lembro do que aconteceu. Na manhã seguinte, eu pedi desculpas para todo mundo da casa e me retratei duas vezes no confessionário com a minha família e com pessoas que poderiam ter ficado tristes ou com raiva da minha atitude. Eu reconheci o erro e não cometi mais. Já sei que foi aberto um inquérito. Ainda não tive tempo de me aprofundar, mas estou disponível para responder e esclarecer todos os fatos.

Na internet, o youtuber Felipe Neto fez uma campanha contra você. Qual o problema entre vocês?

Eu realmente não imagino porque ele fez isso. Não sei se foi alguma coisa que fiz dentro da casa. Ele não veio falar comigo, mas vi que fez mutirão para me tirar. A gente teve, sim, um leve atrito na internet, mas por besteira. Era um vídeo que tinha uma piada sobre ele. E ele respondeu de forma agressiva, aquilo prosseguiu por um tempo. Pedi desculpas publicamente e por mensagem privada também. Pra mim aquele assunto estava encerrado.