QG de Lula pode ter presidentes de 7 partidos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
No evento de lançamento da campanha de Lula no último sábado (7), presidentes dos partidos aliados estiveram no palanque (Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)
No evento de lançamento da campanha de Lula no último sábado (7), presidentes dos partidos aliados estiveram no palanque (Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)

Resumo da notícia

  • QG de Lula deverá ser formado por presidentes de partidos que formam aliança eleitoral

  • Ao todo, sete partidos estão na chapa: PT, PV, Rede, PCdoB, PSOL, Solidariedade, PSB

  • No evento de lançamento da campanha de Lula, em São Paulo, os sete partidos estiveram representados

O “quartel-general” da campanha de Lula deve ser formada pelos presidentes dos sete partidos que formam a aliança da chapa presidencial do petista com Geraldo Alckmin (PSB). A informação é do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Entre eles deverão estar Gleisi Hoffmann (PT), Paulinho da Força (Solidariedade), Juliano Medeiros (PSOL), José Luiz Penna (PV), Carlos Siqueira (PSB), Luciana Santos (PCdoB), além de um representante da Rede Sustentabilidade. Randolfe Rodrigues, um dos nomes fortes do partido, é um dos coordenadores da campanha de Lula, enquanto Marina Silva já mostrou que não deve ser participativa na corrida eleitoral.

Segundo O Globo, a ideia foi apresentada semana passada e o objetivo é que os representantes dos partidos tomam decisões conjuntas para orientar a campanha de Lula até outubro. Eles devem tratar de temas diversos, como a comunicação da chapa e o plano de governo.

Os dirigentes dos partidos estiveram também no palanque de Lula no último sábado (7), quando foi lançado o Movimento Junto pelo Brasil, na Zona Norte de São Paulo.

De acordo com Lauro Jardim, o tema deve voltar a ser pauta em uma reunião ainda nesta semana, para que os dirigentes indiquem representantes que podem integrar o grupo.

Apesar de todos os sete partidos formarem uma aliança, a federação tem PT, PV e PCdoB. Nem mesmo o PSB, do vice Geraldo Alckmin, entrou no acordo, que vai durarpelos próximos quatro anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos