Quadrilha faz reféns e assalta banco em Cametá (PA) em ação semelhante ao ocorrido em Criciúma (SC)

·2 min de leitura

Um dia depois de uma quadrilha causar terror em Criciúma (SC), outro grupo de criminosos tomou as ruas de Cametá (PA), a 235 km da capital Belém, para assaltar um banco. A ação dos criminosos se deu no início desta quarta-feira (02) e deixou uma pessoa morta, de acordo com o prefeito Waldoli Valente (PSC).

De acordo com a Globonews, a vítima fatal é o morador Alessandro de Jesus Lopes que foi morto pelos criminosos após ser utilizado como refém. Outro morador está internado no hospital da cidade após ser atingido por um disparo na perna.

Tal como no sul do país, a quadrilha que agiu em Cametá usou reféns como escudos para se movimentar pelas ruas da cidade. Os criminosos sequestraram pessoas em bares da cidade. Segundo relato de moradores, houve muito disparos de tiros durante a ocorrência. De acordo com a emissora, a quadrilha usou armas de alto calibre e explosivos.

Leia também

Para retardar qualquer ação de combate, a quadrilha atacou um quartel da Polícia Militar (PM), impedindo a saída dos agentes.

"Muita gente estava assistindo ao jogo, os bares estavam lotados. Renderam as pessoas e levaram para frente da base da Polícia Militar", relatou Márcio Mendes, morador da cidade, em entrevista a GloboNews.

Segundo a emissora, os bandidos foram ágeis na ação e por volta de 1h30 já deixavam a cidade. A PM diz que o grupo usou carros e barcos para deixar a cidade, que fica às margens do Rio Tocantins. Ainda não se sabe o que foi levado.

Quadrilha espalha caos por Cametá (PA) durante roubo a banco - Foto: Reprodução/Globonews
Quadrilha espalha caos por Cametá (PA) durante roubo a banco - Foto: Reprodução/Globonews

Pouco após a fuga dos bandidos, o prefeito da cidade ainda pedia que as pessoas ficassem em casa. Ele lamentou o corrido e classificou a cidade, que tem pouco mais de 130 mil habitantes, como “pacífica".

O governador Helder Barbalho (MDB) foi às redes sociais para dizer que acompanha de perto o corrido em Cametá.

"Já estou em contato com a cúpula da segurança pública do Estado acompanhando as providências que estão sendo tomadas neste episódio, no município de Cametá. Não mediremos esforços para que o quanto antes seja retomada a tranquilidade e os criminosos sejam presos. Minha total solidariedade ao povo cametaense", escreveu governador.

Segundo a Globonews, a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Pará (Segup) informou que "desde o momento que foi confirmado sobre o assalto a uma agência bancária no município de Cametá, equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), do Batalhão de Ações de Cães (Bac), da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE) e duas aeronaves do Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará (Graesp) se deslocaram para dar apoio no município".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos