Quadrilha que fazia delivery de drogas é presa no Rio de Janeiro

·1 minuto de leitura
Alfafa, líder da quadrilha. Foto: Reprodução/GloboNews
Alfafa, líder da quadrilha. Foto: Reprodução/GloboNews
  • Grupo fazia vendas pelo WhatsApp

  • Eles aceitavam pagamento até em criptomoedas

  • Grupo tinha até cardápio circulando no aplicativo

Onze pessoas foram presas na Operação Batutinhas da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio de Janeiro nesta sexta-feira (17), suspeitas de participar de um esquema de tráfico de drogas em sistema de delivery em áreas nobres da Zona Sul e da Barra da Tijuca.

O líder da quadrilha, Alluan Araújo, conhecido como Alfafa, matinha uma conta comercial chamada Alfafa Batutinha Best Quality Drugs no WhatsApp. Ele foi preso no bairro de Laranjeiras.

O grupo atendia os clientes por WhatsApp e aceitava o pagamento até em criptomoedas, de acordo com a polícia. No aplicativo eles mantinham uma espécie de cardápio de drogas.

Leia também

Agentes cumpriram 18 mandados de prisão e 31 de busca e apreensão. Os 11 alvos já foram indiciados e se tornaram réus por associação ao tráfico de drogas.

“Essa organização criminosa criou um domínio em bairros nobres da cidade”, explicou o delegado Gustavo Rodrigues. “Eles contavam com ex-agentes policiais, que tinham sido expulsos, e portavam fuzis. O bando disputava a venda de drogas até com sequestro de rivais”.

A investigação foi feita pela Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), e pelo Grupo de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPRJ).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos