‘Quadro de saúde do Wesley Safadão piorou’, diz médico do cantor

O cantor Wesley Safadão precisou fazer uma cirurgia de emergência na manhã desta quinta-feira, 07, após o quadro de saúde dele se agravar drasticamente. A afirmação foi feita pelo médico do artista, o neurocirurgião Francisco Sampaio Junior em entrevista ao GLOBO.

Transplante inédito de coração de porco: Primeira pessoa a receber órgão geneticamente modificado morreu de insuficiência cardíaca, dizem médicos

Botox e bichectomia: Quais são os procedimentos estéticos que podem ser feitos no dentista?

— Infelizmente, Wesley é uma exceção. Normalmente, os pacientes que tem hérnia de disco não precisam fazer cirurgias, pois as inflamações são absorvidas automaticamente pelo organismo em cerca de 4 a 8 semanas. Entretanto, na noite de quarta-feira, ele começou a se queixar novamente de dores nas partes íntimas e sentir as nádegas anestesiadas. Sintomas graves de um dano neurológico — explica Sampaio Junior.

O médico afirma que Wesley estava prestes a ter o que chamam de “síndrome da cauda equina”, doença grave causada pela compressão e inflamação do feixe de nervos na parte inferior do canal vertebral. O que pode resultar em paralisia, incontinência intestinal, urinária e a outros problemas de sensibilidade, além da perda de movimento.

— Ele poderia usar uma sonda ou bolsa de colostomia pelo resto da vida. Não havia mais nada a ser feito a não ser a cirurgia de forma muito rápida. Não podíamos esperar e arriscar. O quadro se agravava de uma forma que não é o habitual para uma hérnia de disco — explica o neurocirurgião.

Novo estudo: Pesquisadores de Nova York identificam posição sexual mais eficaz para o orgasmo feminino

Sampaio Junior ainda afirma que o caso de Wesley piorou devido a alterações anatômicas que nasceram junto do artista. Além da vértebra de transição, que é uma vértebra a mais que ele possui entre as regiões lombar e sacral e que atinge apenas 15% da população mundial, o cantor também tem os canais vertebrados dos nervos muito curto, é bem mais apertado do que o resto das pessoas, o que o predispõe a ter danos neurológicos e a ter doenças severas nos discos.

— Se ele não tivesse essa vertebra a mais, e consequentemente, não apresentasse esse canal estreito congênito, dificilmente ele teria o que está tendo agora.

A cirurgia, que durou cerca de quatro horas, foi exemplificada por Sampaio Junior como “trabalhosa” e “difícil”. Wesley Safadão ainda se encontra internado, em observação e recuperação, apesar de já apresentar melhoras. A previsão é de que tenha alta até segunda-feira, 11.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos