Quaest: Lula amplia vantagem poderia vencer no primeiro turno

As intenções de voto em Lula variam de 46% a 48%, a depender do cenário, segundo pesquisa Genial/Quaest (Foto: DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)
As intenções de voto em Lula variam de 46% a 48%, a depender do cenário, segundo pesquisa Genial/Quaest (Foto: DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cresceu um ponto percentual nas intenções de voto, enquanto Jair Bolsonaro (PL) caiu dois pontos em relação ao levantamento feito em maio pela Quaest, encomendada pela Genial Investimentos. Segundo a pesquisa divulgada nesta quarta-feira (8), Lula poderia vencer no primeiro turno.

O petista tem entre 46% e 48% das intenções de voto, a depender do cenário, enquanto Bolsonaro tem 29% ou 30%. Com os votos válidos, quando são retirados os brancos e nulos, Lula poderia vencer no primeiro turno da eleição.

A pesquisa foi feita entre os dias 2 e 5 de junho, quando foram ouvidos 2 mil eleitores por meio de entrevistas face-a-face. A margem de erro é de dois pontos percentuais. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-03552/2022.

Veja como ficou a intenção de voto dos candidatos:

  • Lula (PT): 46%

  • Jair Bolsonaro (PL): 30%

  • Ciro Gomes (PDT): 7%

  • André Janones (Avante): 2%

  • Simone Tebet (MDB): 1%

  • Pablo Marçal (PROS): 1%

  • Indecisos: 6%

  • Branco/nulo/não vai votar: 7%

Vera Lúcia (PSTU), Eymael (DC), Felipe D’Ávila (Novo), Sofia Manzano (PCB), Luciano Bivar (União Brasil), General Santos Cruz (Podemos) e Leonardo Péricles (UP) não pontuaram.

Em um cenário sem André Janones, houve variação: Lula subiu para 47%, enquanto Ciro chegou a 9% e Simone Tebet a 3% - Bolsonaro caiu para 29%. Sem Simone Tebet, o petista chegou a 48%, Bolsonaro manteve 30% e Ciro Gomes chegou a 9%, enquanto André Janones teve 3%.

Pesquisa espontânea

No levantamento espontâneo, quando não são apresentados os nomes dos candidatos, Lula teve um aumento acima da margem de erro, de quatro pontos percentuais. A variação de Jair Bolsonaro foi dentro da margem de erro, de dois pontos.

  • Lula: 32%

  • Bolsonaro: 20%

  • Ciro Gomes: 1%

  • Branco/nulo/não pretende votar: 2%

  • Indecisos: 42%

Segundo turno

Em um eventual segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o petista teria 22 pontos de vantagem. O ex-presidente também venceria Ciro Gomes e Simone Tebet.

  • Lula 54% x 32% Bolsonaro

  • Lula 52% x 25% Ciro Gomes

  • Lula 56% x 20% Simone Tebet

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos