Quais as novas estratégias de Lula para falar de corrupção?

Após o debate presidencial do último domingo (29), integrantes da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) reavaliaram o posicionamento do candidato para tratar do tema corrupção, trazido por Jair Bolsonaro (PL) em uma das perguntas. A campanha listou 3 novas estratégias para o blog de Bela Megale, do O Globo.

Para tratar do tema, o foco será em 3 mensagens, a serem reforçadas na campanha e nas redes sociais:

  • Focar nas ações do Partido dos Trabalhadores, apontando as ações anti-corrupção na gestão do petista;

  • Reforçar a situação jurídica de Lula, listando 26 processos encerrados contra ele, além das decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) e da ONU sobre a parcialidade de Moro nos julgamentos;

  • Enfatizar a fala do candidato, já trazida durante a sabatina no Jornal Nacional, de que a corrupção só aparece quando é investigada, o que não ocorre na atual gestão de Bolsonaro, segundo a campanha.

Integrantes da campanha também avaliam se o ataque ao governo de forma mais enfática possa ser estratégia a favor de Lula, trazendo o caso das rachadinhas em torno da família Bolsonaro e a compra de metade dos imóveis do clã com uso de dinheiro vivo, reveladas nesta terça-feira (30) pelo UOL.