Quais os prováveis destinos de Cavani e Suárez?

A quatro meses para a Copa do Mundo, os astros da seleção uruguaia Cavani e Suárez seguem sem futuro definido. Ambos estão sem clube após o término de seus contratos com Manchester United e Atlético de Madrid, respectivamente, e buscam um acerto para manter o alto nível até o mundial.

Enquanto não fecha com nenhum time, o ex-atacante do Red Devils está treinando no Complexo Celeste, centro de treinamento da seleção uruguaia, em Montevidéu, para manter a forma, junto com seus compatriotas Martín Cáceres e Matías Vecino. O zagueiro do Barcelona, Ronald Araújo também treinou no mesmo local antes de se reapresentar ao clube espanhol.

Luís Suárez

Suárez teve seu nome fortemente vinculado ao River Plate nas últimas semanas, mas acabou desistindo da negociação após a eliminação do clube argentino na Libertadores. De acordo com o jornal espanhol As, o uruguaio está próximo de um acerto com o Milan.

O atacante também descartou atuar em clubes brasileiros, além de rejeitar propostas de Fenerbahçe e Monza, segundo alguns portais. Suárez se mostrou surpreso por não ter sido contatado pelo Nacional do Uruguai, clube que o revelou, mas a torcida do time uruguaio começou a publicar nas redes sociais pedindo a volta do centroavante com a hashtag #SuarezANacional.

Luisito está em busca de jogar a maior quantidade de partidas possíveis antes do Mundial para chegar com regularidade no que pode ser seu último ato com a seleção celeste.

Edinson Cavani

O contrato de Cavani com o Manchester United se encerrou no dia 30 de junho e desde então diferentes times europeus estão interessados no atacante. O Monza da Itália é a especulação mais recente. Assim como Luisito, a torcida do Nacional do Uruguai também começou uma campanha nas redes sociais querendo a contratação do jogador, com a hashtag #CavaniANacional.

Embora o objetivo de Cavani seja ficar mais uma temporada no Velho Continente para chegar na sua melhor forma na Copa do Mundo, o atacante não fecha as portas para outros desafios:

— Meu futuro está na bola de futebol, então não sei o que vai acontecer.

Cavani também teve seu nome vinculado ao Botafogo e chegou a ter conversas com John Textor — dono majoritário da SAF do Botafogo —, mas o seu salário de R$ 50 milhões por ano (cerca de R$ 4 milhões por mês) deixou o sonho do investidor americano distante.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos