Quais são os celulares mais buscados na Black Friday?

Black Friday: iPhone 11 foi o campeão das procuras para a data e lista teve como base pesquisas feitas no Google Shopping (Getty Creative)
Black Friday: iPhone 11 foi o campeão das procuras para a data e lista teve como base pesquisas feitas no Google Shopping (Getty Creative)
  • Black Friday: Edição 2022 ocorrerá no próximo dia 25;

  • Google divulgou nesta quarta-feira um levantamento dos smartphones mais buscados pelos brasileiros;

  • iPhone 11 foi o campeão das procuras no Google Shopping.

A edição 2022 da Black Friday ocorrerá no próximo dia 25 e as buscas por ofertas estão a todo vapor. Nesses dias que antecedem a data promocional, consumidores aproveitam para pesquisar e comparar modelos diversos do que pretendem comprar.

De acordo com informações do portal Tecmundo, o Google divulgou nesta quarta-feira um levantamento dos smartphones mais buscados pelos brasileiros. O iPhone 11 foi o campeão das procuras. A lista teve como base pesquisas feitas no Google Shopping.

Confira o ranking dos celulares mais procurados na plataforma de compras do Google:

  • iPhone 11 128GB Branco;

  • Galaxy A03 Core 32GB Preto;

  • iPhone 13 128GB Meia-noite;

  • iPhone 11 128GB Preto;

  • Galaxy A32 128GB Branco;

  • Galaxy S20 FE 5G 128GB Azul-Marinho;

  • iPhone 13 128GB Rosa;

  • Galaxy A53 128GB Preto;

  • iPhone 11 64GB Branco.

Polêmica em 2021

No ano passado, usuários do Twitter criticaram o aumento nos preços do iPhone 11, um dos itens mais buscados pelos consumidores na Black Friday. Segundo os internautas, o aparelho estava mais barato nas semanas anteriores do que no dia de promoções.

Os protestos foram tantos que o celular da Apple foi parar nos ‘assuntos do momento’ da plataforma. Um dos usuários escreveu que “estava pesquisando iPhone 11 há 2 meses. No dia 3 de novembro o celular estava de 3,5k, fui esperar black friday pra nada. O pior é que não é só nas @americanas, são preços de todas as lojas”.

A chamada “maquiagem de preços” ocorre quando as lojas aumentam os preços dos produtos para então, no dia da promoção, baixá-los ao que era antes. Dessa maneira, o consumidor acredita que está comprando com grandes vantagens, sendo que, na realidade, está pagando pelo preço original, cobrado anteriormente, ou até um valor mais alto.