Qualcomm e Microsoft farão juntas chips para óculos de realidade aumentada no metaverso

·1 min de leitura
Presidente-executivo da Qualcomm, Cristiano Amon

Por Stephen Nellis

(Reuters) - A Qualcomm disse nesta terça-feira que está trabalhando com a Microsoft em chips personalizados que controlariam óculos de realidade aumentada para uso por consumidores e empresas em aplicativos de metaverso.

No Consumer Electronics Show em Las Vegas, o presidente-executivo da Qualcomm, Cristiano Amon, disse a jornalistas que as empresas trabalharão para combinar chips personalizados com o software de que os desenvolvedores precisam para criar mundos virtuais nos quais as pessoas possam trabalhar e se divertir.

Ele disse que os dispositivos futuros da colaboração funcionarão com um produto de software da Microsoft chamado Mesh, que permite aos usuários transmitir uma imagem realista de si mesmos para o fone de ouvido de outro usuário, de forma que pareça que as duas pessoas estão na mesma sala.

O futuro hardware também usará um software da Qualcomm chamado Snapdragon Spaces, que ajuda a realizar funções básicas de realidade aumentada, como mapear espaços físicos para que objetos digitais possam ser sobrepostos e rastrear com as mãos para que os usuários possam manipular esses objetos digitais com gestos manuais.

"Há anos falamos sobre a possibilidade de termos dispositivos de realidade aumentada vestíveis que ganharão escala", disse Amon, um dos poucos grandes executivos de tecnologia a não cancelar sua presença física na feira, em uma palestra transmitida ao vivo. As duas empresas não deram detalhes sobre quando os chips e fones de ouvido estariam disponíveis.

"Nosso objetivo é inspirar e capacitar outros a trabalharem coletivamente para desenvolver o futuro do metaverso - um futuro baseado na confiança e na inovação", disse Rubén Caballero, vice-presidente corporativo para realidade mista da Microsoft, em comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos