Quando eu for eleita o meu trabalho vai ser na prevenção da corrupção, diz Monica Rosenberg

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Candidata a deputada federal por São Paulo Monica Rosenberg (Novo) afirma que se eleita seu principal foco no Congresso vai ser no combate à corrupção.

"Em 2015, eu fui umas das fundadoras de um instituto para reverter a cultura de corrupção que temos no Brasil, porque é um problema cultural e temos que atuar na prevenção", afirma ela. Segundo a candidata, a sua experiência na área e anos de estudo sobre o assunto é o que vai fazer a diferença em Brasília.

Rosenberg foi a terceira entrevistada desta terça-feira (20) na série de lives que a Folha está promovendo com candidatos à Câmara dos Deputados por São Paulo.

Para melhorar os mecanismos de combate à corrupção, a candidata defende a implementação de ferramentas que garantam a transparência da atuação política.

Segundo ela, o enfraquecimento da lei de improbidade administrativa, por exemplo, foi um grande absurdo. "Porque era uma lei que funcionava para prender e punir atos de corrupção que não tem outra forma de punir".

A candidata defendeu também que o combate à corrupção se dá no momento do voto.

"Sem combater a corrupção a gente não resolve o problema da fome. [São] 33 milhões de pessoas sem comida, milhões de pessoas sem saneamento. A corrupção está na raiz de todos os nossos problemas e na hora de entrar na urna é preciso escolher um deputado que seja comprometido com essa pauta", conclui.

PRÓXIMAS LIVES

Isa Penna (PC do B) - 13h30

Renata Abreu (Podemos) - 14h

Erika Hilton (PSOL) - 16h